Jovem cientista ganha prêmio com pesquisa que usa casca de banana para remover matérias pesadas da água

www.tvcultura.com.br/reportereco/+ Thaís Fernandes do Ciência Hoje On-line

Quando Milena Rodrigues Boniolo ainda estava na faculdade, fez iniciação científica no Ipen e se interessou por um processo que utilizava a casca do coco verde no tratamento de efluentes. Só que como esse processo era muito trabalhoso, ficou pensando em outras possibilidades mais acessíveis, mais reais, mais ecoeficientes, mais fáceis de serem colocadas em prática. Aí, surgiu a banana.

As cascas de bananas podem ter um destino muito mais nobre e útil do que ir para o lixo, elas podem ser usadas para remover metais pesados – como o urânio – da água. Além de ser uma alternativa para descontaminar o ambiente, o uso da casca de banana vai ajudar a diminuir o lixo gerado pelo próprio descarte da fruta, feito em grandes quantidades no Brasil.

A química conta que a idéia de usar a casca da banana para remover metais pesados da água surgiu da tentativa de dar uma destinação útil para as várias toneladas de casca que são descartadas anualmente no país e acabam se tornando lixo poluente. “É uma solução barata e fácil para problemas que afetam o ambiente”, destaca a pesquisadora, que conquistou este ano o primeiro lugar na categoria graduado do 22º Prêmio Jovem Cientista, uma iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Grupo Gerdau, da Eletrobrás/ Procel e da Fundação Roberto Marinho.

Segundo Milena, o uso da energia nuclear como opção para substituir os combustíveis fósseis, que liberam dióxido de carbono, um dos gases responsáveis pelo aquecimento global, deve levar ao aumento dos resíduos radioativos no ambiente, o que torna fundamental o desenvolvimento de métodos para remover esse material.

Outra importante fonte de contaminação é a indústria de fertilizantes, que gera grande quantidade de subprodutos ricos em metais pesados. “Uma tonelada de fertilizante produz quase três toneladas de fosfogesso, material rico em urânio, metal altamente radioativo”, exemplifica. “Esse resíduo é geralmente estocado no subsolo e, com as chuvas, alcança os lençóis freáticos, os lagos e os peixes, até chegar ao seres humanos”, alerta.

Para desenvolver o estudo, Milena começou a pesquisa de forma doméstica, obtendo o concentrado da casca em sua própria casa. Preparou um pó com as cascas de banana. Durante uma semana, as cascas foram colocadas em uma assadeira no telhado da casa da pesquisadora, debaixo de sol forte. Depois de secas, elas foram batidas em um liquidificador e peneiradas. O pó foi colocado em um recipiente fechado com água contendo grandes quantidades de metais pesados, como o urânio, sob agitação constante, por 40 minutos. Segundo a química, a banana, que tem carga negativa, se combina com os metais pesados, que têm carga positiva. Ao fim desse processo de agitação, o pó contaminado deposita-se no fundo do recipiente. “Em média, o pó da casca de banana consegue remover 65% dos metais pesados da água, mas essa mesma operação pode ser repetida para que sejam obtidos índices mais altos.”

A pesquisadora, que deve concluir seu mestrado no primeiro semestre deste ano, pretende, em seu doutorado, desenvolver um filtro que permita o uso do pó da casca de banana em escala industrial.

Milena, ressalta que anualmente, são desperdiçadas de 20 a 40% da produção de bananas do País. O projeto minimiza esse desperdício, reduz o descarte no meio e diminuiu gastos para os produtores, que têm que pagar do próprio bolso para retirar o material que se acumula e perde a possibilidade de venda.

Autor:
Pauta:Marici Arruda. Reportagem:Letícia Fagundes. Imagens:Jorge Luiz. Auxiliar de Câmera:Rafael Batista. Editora de Texto: Camila Doretto. Editora-Chefe:Vera Diegoli.

Repórter Eco, exibido pela TV Cultura e retransmitido no Rio de Janeiro pela TV Educativa é um dos melhores programas em canal aberto dedicado  à Ecologia e temas afins.

Material adicional: Thaís Fernandes do Ciência Hoje On-line

Ver também: 832/ Entrevista com Milena Rodrigues, ganhadora do Prêmio Jovem Cientista

Anúncios

6 comentários sobre “Jovem cientista ganha prêmio com pesquisa que usa casca de banana para remover matérias pesadas da água

  1. Olá,parabéns por sua pesquisa, meu filho está divulgando seu projeto na escola dele e testando outras possibilidades com a casca da banana, nossa dificuldade é com a secagem da casca, já que aqui no sul tem poucos dias de sol,pergunto se já testates outra forma de preparo deste pó? Agradeço sua atenção e sucesso!!!!

  2. Boa noite.
    Gostei muito da sua materia e achei muito interessante.
    Gostaria de entrar em contato para ouvir algumas opiniões sua, pois estou desenvolvendo um projeto de tratamento de água no meu colégio e precisava de uma orientação sua.

    Fico no aguardo de uma resposta.

    Grata.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s