Linux (3)

De Bruno Sayeg Garatonni/LINK

Veja como ativar todos os efeitos:

O Ubuntu vem “de fábrica” com os efeitos especiais desativados – como eles ainda não funcionam em 100% dos computadores, isso ajuda a evitar problemas de compatibilidade. Mas é muito fácil ligá-los. Basta clicar em Sistema/Preferências/Efeitos da área de trabalho. Aí, na janelinha exibida, você aperta o botão “Habilitar”.

Isso ativa três efeitos do Ubuntu: os menus animados, que pulam na tela, as janelas de “gelatina”, que balançam quando são arrastadas, e a interface gráfica 4D, em que você pode distribuir seus documentos num cubo. Bem simpático. Mas, para sentir todo o poder gráfico do Ubuntu, é preciso instalar um acessório chamado Beryl. Ele não foi incluso no sistema operacional porque ainda está em desenvolvimento, ou seja, às vezes dá problemas.

Mas é irresistível experimentá-lo. Clique em Aplicações e Adicionar/Remover. Na janelinha exibida, vá até o menu Exibir e selecione a opção Todos os aplicativos disponíveis. Agora, basta digitar Beryl no campo de busca ao lado. O Ubuntu vai fazer uma busca pelo software. Quando o resultado aparecer, selecione os itens Beryl Manager e Beryl Settings Manager e aperte o botão OK.

Pronto, o Beryl será instalado. Reinicie o computador.

TEST DRIVE

Agora, você já pode experimentar os efeitos. Clique em Aplicações/Ferramentas do Sistema e Beryl Manager. Se tudo der certo, o Beryl será ativado. As animações do sistema operacional vão mudar, ficarão muito mais divertidas. Quando você abre uma janela, ela surge como um relâmpago; quando fecha, ela se desfaz em chamas. É um efeito muito bonito.

Se nada acontecer, faça o seguinte. Dê um clique-direito no ícone do Beryl (é o rubi no canto superior direito da tela), entre no item Selecionar o Gerenciador e escolha a opção Beryl. A seguir, entre no item Selecionar o Decorador e escolha, novamente, a opção Beryl. Isso deverá resolver o problema.

Funcionou? Agora, vamos curtir. O Beryl tem dezenas de animações diferentes, mas existe uma maneira simples de ficar conhecendo todos os efeitos especiais. Clique em Aplicações/Ferramentas do Sistema e abra o Beryl Settings. Clique em Visual Effects e Animações (o programa mistura inglês com português). Entre em Misc. Settings e marque o item Animações Randômicas.

Dessa forma, o Beryl vai alternar sozinho, no dia-a-dia, entre todas as animações que possui. Você fica conhecendo tudo. Aí, quando definir quais são os seus efeitos preferidos, é só entrar nesse mesmo menu e selecionar os efeitos desejados (não se esqueça, lógico, de desligar as Animações Randômicas).

Experimente, também, o cubo quadridimensional. É só segurar as teclas Ctrl+Alt e girar o desktop usando o mouse, ou as setinhas do teclado.

TEMAS

O Beryl pode ser personalizado com “temas”, que mudam radicalmente sua cara. Para tanto, é preciso instalar outro programa, o Emerald Manager. Clique em Aplicações/Acessórios/Terminal e digite, na janelinha exibida, o seguinte comando: sudo apt-get install emerald-themes. Ao término da instalação, reinicie o PC.

Agora, clique no ícone do Beryl e você verá um novo item: justamente o Emerald. Abra-o e veja que, agora, surgem dezenas de temas para personalizar o computador. Não gostou de nenhum e quer baixar outros? É só clicar em Repositórios e apertar o botão Fetch Non-GPL Themes.

No site www.beryl-themes.org, você encontra ainda mais opções – tem até pacotes que imitam o Windows e o Mac OS.

O ÚLTIMO PASSO

Você instalou o Ubuntu, instalou e configurou o Beryl, turbinou tudo com um tema bacana. Está muito feliz. Mas aí, você reinicia o computador e some tudo! O que aconteceu? Calma… é que, por padrão, o Beryl não abre sozinho. Ou seja, você precisaria clicar no ícone dele toda vez que ligasse o PC.

Chato, né? Mas é simples solucionar esse problema. Clique em Sistema/Preferências/Sessões. Na janelinha exibida, aperte o botão Novo. No campo nome, digite “Beryl”. Em “comando”, digite “beryl-manager”. Ufa! Agora é só dar OK e curtir o visual hiperfuturista do Beryl. Divirta-se!

Anúncios

Um comentário sobre “Linux (3)

  1. Amigo, muito legal seu post…
    uso o Fedora e também já vem com alguns efeitos de “fábrica” hehehe..mas estou curioso para experimentar essa nova versão do Ubuntu, parece estar realmente simples e interessante.
    Só uma correção no link que você colocou do Beryl-Themes, não é “.com”, mas sim “.org”.

    Beryl é muito foda 😀
    recomendo a todos que nunca experimentaram, que exeperimentem…com moderação, senão vicia.
    AHEufAHEUfhuaef
    abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s