Ações do Yahoo! disparam após rumores de compra pela Microsoft

Paco G. Paz

Nova York, 4 mai (EFE).- As ações do Yahoo! dispararam hoje na bolsa de Nova York, após rumores de uma possível aliança ou fusão com a gigante Microsoft.

A operação permitiria às duas empresas unir esforços frente ao concorrente direto do Yahoo!, o site de buscas Google, no mercado publicitário.

O anúncio publicado inicialmente no jornal “The New York Post” e também noticiado pelo “The Wall Street Journal” fizeram com que as ações do Yahoo! subissem 9,94% na bolsa eletrônica Nasdaq e terminassem negociadas a US$ 30,98.

Por outro lado, os papéis da Microsoft não acompanharam as expectativas e caíram 1,32%, para os US$ 30,56.

Segundo as informações publicadas, que não foram confirmadas por nenhuma das duas empresas, a Microsoft e o Yahoo! estariam mantendo conversas, ainda em estágio preliminar, para unir suas atividades no mercado de publicidade on-line, considerado a nova “mina de ouro” da Internet.

As companhias poderiam, assim, competir com o Google, empresa que está ganhando cada vez mais terreno com suas últimas aquisições, especialmente a do portal DoubleClick, por US$ 3,1 bilhões.

Esta operação, uma das mais importantes realizadas até agora pelo Google, significou um duro golpe para a Microsoft, que também tinha interesse em adquirir o portal.

A Microsoft, que segundo o jornal “The Post” contratou a Goldman Sachs para que a assessore na operação, teria feito uma oferta de compra do Yahoo! por US$ 50 bilhões, o que elevaria cada ação para um custo de US$ 36,75.

No fechamento do pregão desta quinta-feira, o Yahoo! mantinha um valor de mercado de US$ 38 bilhões. Com os rumores de hoje, a companhia teria obtido uma valorização de US$ 6 bilhões.

Uma outra opção divulgada pela imprensa é de que a Microsoft, que tem um valor na Bolsa de US$ 290 bilhões, descarte seu site de buscas e utilize o do Yahoo!. Em compensação, a companhia californiana receberia uma participação no conjunto de acionistas da empresa de Bill Gates.

Dessa forma, a Microsoft poderia fazer uso da nova plataforma para o mercado publicitário lançada pelo Yahoo!, e que foi batizada de ‘Panamá’.

Segundo os analistas, uma aliança deste tipo seria mais benéfica do que uma fusão completa das duas empresas, que mantêm culturas e formas de trabalhar bastante distintas.

No entanto, especialistas do setor reiteram que tanto a Microsoft como o Yahoo! precisam frear o crescimento do Google. Como a empresa é líder absoluta de buscas pela Internet, mantém uma posição de destaque no mercado de anúncios on-line.

Na prática, as duas companhias juntas somariam 600 milhões de clientes e 38,4% das buscas feitas na Internet, um número elevado, mas abaixo dos 48,3% acumulados pelo Google, segundo números publicados por portal financeiro “CNNMoney”.

Apesar das vantagens do projeto, existem dúvidas sobre a capacidade da Microsoft de executar uma integração completa com uma empresa como o Yahoo!, que conta com 12 mil funcionários, devido a sua tradicional reticência em realizar grandes aquisições.

De seu blog especializado em Internet, “Outsider”, o analista Henry Blodget diz que para a Microsoft, seu site de buscas foi sempre colocado em segundo plano, visto que a principal fonte de receita da companhia continua sendo seu sistema operacional e as aplicações que o acompanham.

Blodget afirma que uma integração completa com o Yahoo! poderia ser catastrófica para a Microsoft. O especialista propõe que se crie uma joint-venture, que seria a MSN-Yahoo, com uma gestão independente, ágil e com capacidade de incorporar novos talentos.

Caso contrário, aponta o analista, “tanto o Yahoo! como o MSN irão à falência”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s