Sarkozy toma posse como presidente da França

Reuters/Brasil Online

Por Crispian Balmer e Jon Boyle

PARIS (Reuters) – Nicolas Sarkozy assumiu na quarta-feira a Presidência da França, prometendo revitalizar o país e restaurar o orgulho nacional.

Sarkozy tomou posse numa cerimônia simples, sob os candelabros do Palácio do Eliseu, que será seu lar nos próximos cinco anos. Em seu discurso inaugural, no dourado Salão de Festas, o novo presidente prometeu trabalhar para unir a nação e não decepcionar o povo.

“Vou defender a independência da França, vou defender a identidade da França”, disse o líder conservador, que, aos 52 anos, é o primeiro chefe de Estado francês a nascer depois da Segunda Guerra Mundial.

Ele também prometeu uma política externa voltada para o combate ao aquecimento global e à defesa dos direitos humanos.

Seu primeiro gesto após o discurso foi cumprimentar parentes, inclusive a mulher, Cecilia, vestida com um cintilante vestido dourado, a quem ele dedicou um carinho na face.

Após um almoço reservado, Sarkozy passou pela avenida Champs Elysées escoltado pela cavalaria da Guarda Republicana e depositaria uma coroa de flores na tumba do soldado desconhecido, sob o Arco do Triunfo.

Em seguida, embarca para Berlim, onde encontra a chanceler (primeira-ministra) Angela Merkel, para salientar a importância das relações franco-alemãs, que pareciam à deriva no final do governo do presidente Jacques Chirac.

Sarkozy deve nomear o conservador moderado François Fillon para primeiro-ministro na quinta-feira. Centristas e até esquerdistas também devem ter lugar no enxuto gabinete a ser anunciado na sexta-feira.

Chirac, que governou por 12 anos, passou meia hora com Sarkozy para lhe dar os códigos do arsenal nuclear francês. O agora ex-presidente deixou o Eliseu muito aplaudido, inclusive por Sarkozy, e acenou das escadarias do palácio.

Uma salva de 21 tiros de canhão ressoou perto da tumba do imperador Napoleão, no outro lado do Sena, no momento em que o presidente do Conselho Constitucional, Jean-Louis Debré, empossava Sarkozy como o sexto presidente da Quinta República.

“A partir deste dia e pela duração do seu mandato o senhor incorpora a França, simboliza a república e representa todo o povo francês”, disse Debré.

(Com reportagem de Kerstin Gehmlich)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s