UniCredit compra Capitalia e cria maior banco da Zona do Euro

Do Diario Economico.com/pt(por Tiago Silva)

56574835

O Conselho de Administração do banco italiano UniCredit reunido ontem aprovou, por unanimidade, o acordo para a aquisição do banco Capitalia, segundo fontes do mercado financeiro à Reuters. “A proposta foi aprovada por unanimidade”, afirmou uma das fontes.

Também reunido neste domingo esteve o Conselho de Administração do terceiro maior banco italiano, o Capitalia, que aprovou igualmente a venda da instituição ao seu concorrente. Conforme a Reuters, no início das negociações sobre a proposta de compra, toda em ações, o principal grupo de investidores do Capitalia – que controla cerca de 31% do capital – votou de forma unânime a favor da aquisição.

A nova instituição terá um valor de mercado superior a 100 bilhões de euros e uma vasta rede deagências na Itália, tornando-se o maior grupo bancário em termos de valor de mercado. Segundo os termos do acordo entre as duas instituições bancárias, o UniCredit irá dar 1,12 acções suas por cada papel do Capitalia, estando a conclusão da operação prevista para até ao início do quarto trimestre.

A proposta coloca o valor do banco de Roma em 8,41 euros por ação – 21,83 bilhões de euros no total – com base no valor dos títulos do UniCredit de 7,51 euros antes da suspensão das negociações dos papéis na passada sexta-feira. O acordo deverá gerar sinergias de 1,16 bilhão de euros num período de três anos e quatro membros dos Conselhos de Administração de cada banco vão trocar de lugar durante um período de transição.

O maior acionista do Capitalia, o banco ABN Amro, não será representado no conselho do UniCredit, segundo o acordo. A aquisição vai permitir ao UniCredit expandir a sua presença em Itália e ao mesmo tempo oferecer ao Capitalia a possibilidade de crescer para o centro e sul italianos.

A fusão resultará numa rede bancária que irá cobrir desde as cidades da ilha da Sicília até à Europa central e ocidental. O novo banco vai igualmente controlar empresas influentes nas duas frentes da economia italiana: o banco Mediobanca e a seguradora Generali.

A nova instituição passará a deter 16% do mercado italiano, atingindo quase o mesmo patamar do banco Intesa Sanpaolo, que continuará a ser o maior banco italiano em termos mercado e varejo, mas inferior ao UniCredit-Capitalia em termos de valor de mercado.

O novo grupo deverá operar na Itália com as marcas UniCredit, Banca di Roma e Banco di Sicilia.

Se a operação receber ‘sinal verde’ por parte do banco central e das autoridades reguladoras italianas, será criado o maior banco da Zona Euro e o segundo da Europa. A potencial aquisição já recebeu a ‘benção’ de Roma. O primeiro-ministro italiano, Romano Prodi, e o ministro da Economia, Tommaso Padoa-Schioppa, apoiam a operação.

O acordo vai pôr fim a anos de especulação sobre o futuro do Capitalia, visto pelos analistas como muito pequeno para sobreviver sozinho face à consolidação do setor bancário.

Technorati tags: , , , , , ,

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s