Como realizar uma compra segura na Internet

Do link.estadao.com.br

O primeiro passo para quem vai se aventurar no universo do comércio eletrônico começa em casa. Proteja o micro caseiro com um bom antivírus, um firewall e um detector de spyware. E tenha tudo atualizado.

Jamais faça compras em PCs públicos, como os de lan houses e cybercafés. Dados como senhas bancárias e o número do cartão de crédito correm sério risco de serem surrupiados. Algum espertinho pode ter instalado programas-espiões na máquina.

Riscado esse item da lista, procure o produto desejado. Dê uma boa olhada em suas características e preço. Logo depois, faça uma busca em sites de comparação de preço, como o Buscapé (www.buscape.com.br) e o Bondfaro (www.bondfaro.com.br). Eles listam as lojas virtuais que vendem o mesmo produto com seus respectivos valores. Anote quanto é o frete de cada lugar e o tempo da entrega.

Repare também nas condições de pagamento. Desconfie de sites que só trabalham com depósito bancário ou débito automático. Ao contrário do que muita gente pensa, o cartão de crédito é o jeito mais seguro de se comprar na web. “Mostra que a loja já foi analisada pelas operadoras de cartão de crédito. E torna mais fácil cancelar a compra caso haja algum problema”, diz Igor Rocha, do MIS.

Em seguida, identifique a loja e procure em seu site os telefones de contato (suspeite de lugares que só deixam o e-mail), o CNPJ da empresa e endereço físico. Ligue e confirme todos os dados. “Isso é básico, toda loja deve ter. É o direito de informação do consumidor”, diz Mariana Alves, advogada do Idec.

Paulo Rogério Aftimus fez isso antes de comprar, com sucesso, em um site americano uma peça para seu carro. “Falei com o gerente, mandei um fax, confirmei todos os dados”, diz. Escolhida a loja, verifique sua imagem. Nisso o boca-a-boca é imbatível, mas também pode-se recorrer a sites como o Reclame Aqui ou o do Procon.

Passado esse teste, confirme a compra. Ao cadastrar seus dados, note se aparece na parte inferior do navegador um cadeado. Isso garante que os dados estão sendo criptografados. Porém, já existem sites que falsificam o cadeadinho. Por isso, Tung Chiun Wen, professor de segurança da Informação da Faculdade Módulo, recomenda: “Clique no ícone e veja qual cartório está certificando a loja virtual. Note também até quando vai a validade desse documento”.

Feito esse pente-fino, é só comprar. Salve e imprima o e-mail de confirmação de pedido, as telinhas e até o comprovante de pagamento. São documentos essenciais caso o produto venha com algum problema. Acompanhe também a evolução do pedido no site da loja: se ele já foi coletado no estoque e entregue à transportadora. Ao tê-lo em mãos, veja se a embalagem não está danificada e se a nota fiscal veio junto.

Se a compra superar o prazo estabelecido para ser entregue, envie uma reclamação para a loja. A resposta costuma vir no dia seguinte. É comum a desculpa de que o produto está indisponível. A empresa deve então, nessa mesma mensagem, cancelar a compra e providenciar o reembolso.

O supervisor de vendas Raphael Oliveira, de 24 anos, teve esse problema ao comprar um celular no mês passado. A loja disse que estava com problemas de fornecedor e a entrega sofreria um atraso. Ele optou por não cancelar a compra e falava quase todo dia com o site para saber quando chegaria o telefone.

O aparelho só chegou três semanas depois. “Estava sem celular e fiquei muito nervoso. Depois vi que o aparelho era uma droga e acabei vendendo-o pelo mesmo preço”, conta Raphael.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s