Na blogosfera, só dá japonês!

pedro.doria@grupoestado.com.br

Agora em maio, o site Technorati publicou a última edição de sua análise da blogosfera. Pois no trimestre que findou em abril, a língua na qual estavam escritos mais posts foi o japonês – 36%; a segunda, o inglês, com 35%. Inglês e japonês trocam de lugar a toda hora. Ora um está em primeiro, ora outro – então o justo é dizer que empatam.

Ainda assim, está cá um mistério curioso produzido pela internet. Veja-se a terceira língua da blogosfera: o chinês. Qualquer um entende. Faz sentido. A quantidade de chineses no mundo é estonteante, logo se apenas alguns deles têm blog, é natural que o mandarim seja uma das línguas dominantes na rede mundial.

Um argumento bem parecido justifica a posição do inglês. Os EUA e Reino Unido, juntos, têm forte presença na internet, uma alta densidade de conectados digitalmente e, não bastasse, inglês é a língua franca do mundo. Daí, conclui-se, muitos blogam em inglês porque é uma maneira de atingir audiência a maior possível. Como, então, explicar o predomínio do japonês sobre inglês e mandarim? É uma ilha. Uma ilha que nem é tão grande assim, diga-se. E, oras, só japonês fala japonês.

Bem, lá vão algumas explicações. Primeira: não é muito grande mas é densamente povoada. São 127 milhões morando lá. Segundo: o trecho da Ásia banhado pelo Pacífico é o mais conectado ao mundo digital que há no mundo. Não só no Japão, mas também em Cingapura, e, particularmente, na Coréia do Sul. Então, pois, ao Japão. Entre os japoneses mais jovens, o hábito de uso da internet não é tão intenso quanto o de seus pares asiáticos. Eles vivem no mundo dos celulares. São craques em SMS e mensagens multimídia, passam os dias fotografando, filmando, digitando mensagens curtas e mandando-as uns para os outros.

Nos últimos tempos, até como técnica de atrair para a rede a garotada, os grandes portais todos incorporaram sistemas de publicação de blogs com interface para celular. É isso mesmo: os japoneses blogam via SMS. O resultado é que, se ganham em número de posts, perdem em conteúdo, em quantidade de coisas escritas. O típico blog japonês é preenchido por pequenos flagrantes do cotidiano, quase haikus. Daí a primeira colocação.

Se é possível chamar o blog japonês de um blog típico, essa é outra questão. Usam a ferramenta que enfileira notas, a mais recente sempre acima da anterior de forma completamente diversa. Mas usam – e muito. Ao seu jeito.

Os números do Technorati dizem mais. A quarta língua da blogosfera é o italiano, que no último trimestre incrivelmente ultrapassou o espanhol, tradicionalmente naquela posição. Caiu para quinto. Em sexto está o russo, seguido do francês e, finalmente, do português, em oitavo. Alemão em nono, em décimo farsi – ou persa. É a língua do Irã.

Em nenhum lugar do mundo a blogosfera tem crescido tanto quanto no Oriente Médio. O Irã, como o Japão, é densamente povoado e, diferentemente de outros países da região, tem uma enorme classe média. Por conta, blogs – muitas vezes, políticos – têm florescido num país em que informação é coisa tão cerceada e, portanto, preciosa. É pelo mesmo motivo que Arábia Saudita e Egito, onde a língua corrente é o árabe, também têm se destacado.

Atualmente, a turma do Technorati trabalha com um universo de 70 milhões de blogs em todo o mundo. São 1,5 milhões de posts por dia, 17 por segundo. A blogosfera continua crescendo, embora num ritmo menor do que crescia em 2005 e 2006. Mas está mais influente. Há um ano, existiam 12 blogs dentre os 100 sites mais visitados da internet. Hoje, são 22.

Technorati tags: , , , ,

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s