Blogosfera venezuelana em ebulição com o fechamento da RCTV

André Mascarenhas para o Estadao.com.br

Blogueiros preocupados com o que consideram uma ameaça à liberdade de expressão utilizam a internet para organizar protestos e repercutir críticas.

A realização de protestos contra as políticas de Hugo Chávez não é exatamente uma novidade na Venezuela. A elite e a classe média do país viveram boa parte dos últimos anos em pé de guerra com o governo, saindo às ruas sempre que tinham alguns de seus interesses ameaçados.

Com o cancelamento da concessão de transmissão da Rádio Caracas de Televisão (RCTV), entretanto, as manifestações parecem ter ganhado uma nova dimensão. Isso porque, além de artistas, jornalistas e membros das classes mais abastadas, a recente onda de protestos contra a decisão de Chávez está reunindo setores cada vez mais amplos da sociedade venezuelana.

Setores que muitas vezes não faziam oposição sistemática a Chávez, mas que agora se vêem obrigados a manifestar. É o caso dos estudantes venezuelanos, atualmente a parte mais ativa do movimento.

Uma boa amostra do que está acontecendo pode ser vista também na internet, em especial na “blogosfera” venezuelana. Como mostra uma página criada para discutir o tema no site agregador de blogs to2blogs, a rede ferve com a repercussão do assunto. A cada poucos minutos uma entrada nova é registrada pelo site.

Em muitos casos, a discussão ganha tom de campanha. O Comitê Organizador do Congresso Internacional de Jornalismo Digital da Venezuela, por exemplo, mudou o nome do seu blog em protesto pelo cancelamento da concessão da RCTV (Radio Caracas Televisión). Rebatizado de Medios venezolanos amenazados por el gobierno, o site propõe a criação de uma campanha online contra a atuação de Chávez, e pede que todos os blogueiros que aderirem à proposta adotem a cor preta como pano de fundo de suas páginas.

“Por sorte, temos a internet nossa disposição para nos expressar. No entanto, não comemoraremos, porque o governo também estuda como vigiar nossas comunicações online. Não podemos perder de vista o que está ocorrendo, temos que seguir lutando”, explica o post que explica a mudança de nome do blog.

Além de usufruir da capacidade de mobilização da rede, alguns blogueiros também utilizam a internet para denunciar abusos cometidos pela polícia durante os protestos estudantis. É o caso do blog Alexis Marrero (En Politica), que traz um vídeo da atuação policial durante uma manifestação.

É o caso também do site Crônicas Absurdas, que neste post mostra através de fotos como os policiais convocados para fazer a segurança de uma manifestação portavam armas de fogo escondidas em seus uniformes.

Desde o início dos protestos, na segunda-feira, 28, mais de 180 estudantes foram presos por participarem dos protestos contra a decisão do governo Chávez. Nesta quarta-feira, 30, um grupo de jovens entrou com um pedido na defensoria pública pela libertação dos detidos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s