‘Tive de arrancar acordo de Bush sobre clima’

Do G1

sarkozy_1

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, disse hoje que foi preciso “arrancar” do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, o compromisso do Grupo dos Oito (G-8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia) para um processo global contra a mudança climática dentro da ONU.

“Tive de arrancar (o acordo) no final da última reunião”, disse Sarkozy, em declarações a um grupo de jornalistas entre as sessões da cúpula do G-8, em Heiligendamm, e depois de se reunir com o primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair.

O presidente francês afirmou que a discussão com Bush sobre mudança climática foi intensa, mas disse que “não foi desagradável”.

Os líderes do G-8 decidiram lançar um processo global incluindo todos os países do mundo, dentro das Nações Unidas, e afirmaram que será estudado “seriamente” o objetivo de reduzir as emissões em 50% até 2050.

“É um passo enorme”, apesar de não haver objetivos obrigatórios, afirmou Blair.”O importante é que temos o acordo que precisávamos para conseguir um compromisso mundial sobre mudança climática”, disse Blair, que insistiu em que, “pela primeira vez”, os líderes concordam que é necessário um acordo mundial “envolvendo a todos”.

Também deixou claro que ainda resta “um trabalho imenso” em nível político e técnico para conseguir um acordo dentro da ONU e colocá-lo em andamento no mundo todo.

Sarkozy disse que “é a primeira vez que acontece um acordo com números” no G-8, e embora “não haja uma obrigação absoluta” de conseguir esses objetivos, acrescentou que, se o resultado “for seriamente levado em conta, chegaremos longe”.

Os dois líderes disseram que o compromisso alcançado hoje dentro do G-8 permite ir à conferência da ONU em Bali (Indonésia) com uma posição que permita unir todos os outros países, incluindo China e Índia.

Nesse sentido, Sarkozy elogiou a mudança de posição adotada pelos Estados Unidos. Blair, que foi um dos governantes mais ativos na luta contra a mudança climática em nível internacional, disse que estava “agradavelmente surpreso” com o resultado.

“Tudo isso teria sido inimaginável” há dois anos, quando o G-8 lançou a discussão sobre mudança climática na cúpula de Gleneagles, no Reino Unido, acrescentou Blair, que participa de sua última cúpula do grupo antes de deixar o cargo de primeiro-ministro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s