Petrobras avaliará biodiesel no sertão nordestino

Alessandra Saraiva para o Estadao.com.br

caatinga

A Petrobras informou, em comunicado, assinatura de Memorando de Entendimentos com a empresa japonesa Itochu Corporation nesta quinta-feira em Tóquio, no Japão, para avaliar o potencial de produção de bioetanol, biodiesel e bioeletricidade, a partir da cana-de-açúcar e oleaginosas.

De acordo com o informe da empresa, a avaliação de potencial ocorreria na região denominada Canal do Sertão Pernambucano, nos Estados de Pernambuco e da Bahia.

Ainda segundo a empresa, os estudos previstos no memorando “incluem o cultivo da cana-de-açúcar, pinhão manso e dendê na região do semi-árido, tendo a irrigação como principal fonte de fornecimento de água e garantia de produção das matérias primas para os biocombustíveis durante o ano inteiro, sem os impactos da sazonalidade climática encontrados em outras regiões do País”, de acordo com o comunicado.

As empresa informou ainda que será avaliada, também, “a melhor logística de escoamento da produção futura para atender, de forma segura e competitiva, o mercado japonês e os demais mercados potenciais internacionais”.

A estatal lembrou, no comunicado, que o Canal do Sertão Pernambucano é uma região de 150.000 hectares, localizada na área de atuação da Companhia de Desenvolvimento dos Vale do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), que abrange 16 municípios em Pernambuco, entre os quais Petrolina, Ouricuri, Trindade e Araripina, além do município de Casa Nova, na Bahia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s