As novidades do Leopard

Por Marcelo Nóbrega para o IDGNow!

appleleopard

“Observe o que os outros fazem melhor e aprimore isso”.

Esse parece ser o Norte do Leopard, versão 10.5 do Mac OS que chega ao mercado em outubro e que teve sua versão quase final demonstrada no WWDC 2007 por Steve Jobs. Não foi uma apresentação bombástica, como muitos imaginavam, mas reafirmou a meta da Apple: facilitar o uso da tecnologia com inteligência e atenção ao design. A maior parte das 10 características – de 300 novidades – mostradas por Jobs já existem no mercado para o atual Tiger, mas a Apple as reformulou, e muitas vezes com sucesso.

O Stacks, por exemplo, elimina um problema no DNA da Dock – pouco espaço para muitos ícones. Agrupa-os em listas verticais e ao mesmo tempo acaba com a bagunça na área de trabalho, que na maior parte das vezes fica cheia de ícones de downloads recém-feitos ou de atalhos dos programas mais usados. O mesmo acontece com o Spaces. Oferece quatro desktops virtuais, algo que dezenas de softwares oferecem no mercado, mas o faz de forma simples e bela. O Time Machine pretende resolver o problema do backup, criando uma linha do tempo de acesso intuitivo, quase como uma brincadeira.

De fora ficou minha aposta numa integração total com o Windows. A Apple já oferece de graça o Boot Camp, software que permite instalar o XP ou o Vista em outra partição do HD, mas imaginava que o Leopard traria uma solução de virtualização completa, nos moldes da que existe com o Parallels ou VMWare para uso do Windows de dentro do OS X, com perda pequena de desempenho. O Boot Camp virá integrado ao Leopard, mas ainda será preciso uma solução externa para interação maior.

Quem gosta do Tiger vai se encantar pelo Leopard. É o sucessor natural na linhagem dos felinos da Apple, mas a empresa sabe que pode mais. Para isso lançou o Safari para Windows, seguindo a trilha do iTunes que se tornou um sucesso, com mais de 500 milhões de downloads desde 2003. Mas os casos são diferentes. Enquanto o usuário do iPod está acorrentado ao iTunes para atualizar seu tocador, o internauta padrão prende-se ao Internet Explorer, instalado por padrão no Windows. E ainda há o Firefox, melhor navegador do mercado que já tem 15% da preferência, contra 5% do Safari – em números da própria Apple.

Por isso, não se surpreenda se o Safari passar a fazer parte de um pacote Apple de aplicativos, com o iTunes e Quicktime. É a melhor forma de disseminar seu uso. O Safari fez parte do one more thing, a parte das apresentações de Steve Jobs reservada para as grandes surpresas. A conclusão veio com a revelação de como o iPhone terá softwares criados por terceiros. Com medo de criar instabilidade e brechas de segurança no celular, a Apple restringiu o desenvolvimento dos programas aos padrões da web 2.0. Como há um Safari igual ao do desktop no iPhone, todos os softwares rodarão por ele, hospedados na internet. Em tese, tudo o que funciona no navegador hoje – editores de texto, imagem, vídeo, jogos – poderá ser usado no Safari do iPhone, com acesso à interface sensível ao toque e às funções de e-mail, ligações de voz, SMS, etc.

É uma solução intermediária que se afirmará com o tempo. Dela depende o “caráter” do iPhone: ser um celular com funções multimídia, ou um smartphone que rivalize com os Symbian, Windows Mobile e Blackberry. E não tenha dúvidas de que os dois anúncios estão ligados.

Safari no Windows aumenta sua base, que expande o número de desenvolvedores em potencial para os aplicativos do iPhone. De fora do WWDC ficaram muitos dos rumores que alimentam a magia da Apple – o ultraportátil com memória flash, o iPod widescreen sensível ao toque, novos iMacs e MacBooks, e a certeza de que há muito por vir até o fim do ano.

> Conheça a história da Apple

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s