Minas Gerais inaugura projeto pioneiro de sustentabilidade

Pioneiro na elaboração de leis ambientais no País, Minas Gerais sai na frente mais uma vez ao lançar o Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR). O CMRR será um núcleo irradiador de parcerias, estimulando a articulação entre os setores público, privado e o terceiro setor na promoção do consumo consciente, da reutilização e reciclagem de resíduos.

A inauguração do CMRR contará com a elaboração de inventário de emissões de CO2 e será o primeiro evento neutro em carbono do Governo de Minas Gerais por meio do plantio de árvores. O lançamento ocorrerá no encerramento da Semana do Meio Ambiente e é uma realização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), em parceria com o Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas).

A iniciativa também revela uma das atuações pioneiras do Estado de Minas Gerais na área ambiental, já que os dados referentes aos resíduos domésticos foram reunidos como resultado do Minas sem Lixão, programa que existe desde 2003, e que juntamente com o programa Ambientação, será responsável por apoiar às ações de gestão municipal, direcionadas à implantação do Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos (PGIRS), associadas a instrumentos que resultem na inclusão social dos catadores e na efetiva mudança de hábitos de consumo da população.

Entre os principais desafios do CMRR estão os de contribuir para a construção de sociedades sustentáveis por meio de ações que visam a melhorar a qualidade de vida; gerar novas oportunidades de trabalho e renda; estimular a reflexão e a incorporação de valores e atitudes ambientalmente corretas; fomentar a promoção de iniciativas voltadas para pesquisa, ensino e extensão em resíduos sólidos; e contribuir para a elaboração de normas para políticas públicas em gestão de resíduos.

Por meio do acesso ao Portal do Centro Mineiro de Referência em Resíduos (www.cmrr.mg.gov.br),  a população terá acesso a um banco de dados com informações sobre a geração e o local de disposição dos resíduos domésticos e industriais nos municípios mineiros. O Inventário de Resíduos de Minas Gerais, que será lançado também durante a inauguração, foi elaborado em parceria com o Instituto Estadual de Florestas (IEF) e a Universidade Federal de Lavras (Ufla).

No apoio à gestão municipal de resíduos, o CMRR contará com uma estrutura para atendimento personalizado, de maneira a orientar, apresentar instrumentos de incentivos e buscar soluções e parcerias. No Centro Mineiro de Referência em Resíduos, o gestor ou técnico municipal terá acesso a informações sobre fontes de financiamento, ICMS Ecológico, legislação, estratégias para a indução da prática dos 5 Rs (Repensar, Recusar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar), assim como adquirir referenciais metodológicos e softwares de gestão de resíduos.

O  CMRR já iniciou os trabalhos para definição do referencial metodológico “Elaboração de Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos – PGIRS”, em parceria com a Fundação João Pinheiro (FJP), que está sendo desenvolvido baseado na experiência obtida em um município-piloto. A cidade selecionada é Araxá, localizada na região do Alto Paranaíba e com população em torno de 85 mil habitantes.

A atuação socialmente justa de empresas e municípios será incentivada no CMRR por meio do exemplo dado pelo Valores de Minas, programa do Governo de Minas em parceria com o Servas, lançado em março de 2005, que foi concebido de forma a oferecer a jovens estudantes da rede pública estadual oportunidades de crescimento por meio da arte e da cultura. O Programa, que está em sua terceira edição consecutiva, oferece, a cada ano, a 500 alunos de escolas públicas estaduais capacitação artística nas áreas de Teatro, Circo, Dança, Música e Artes Plásticas.

A atuação do CMRR será concentrada nos eixos Apoio à Gestão Municipal de Resíduos; Qualificação Profissional; Empreendedorismo e Associativismo; Comunicação e Informação e Educação Ambiental e Eventos.

ATRAÇÕES

A inauguração do Centro Mineiro de Referencia em Resíduos será marcada por uma serie de atrações. Entre elas, a exposição Conexão de Materiais, que apresentará possibilidades de reutilização e reciclagem de resíduos domésticos e industriais, buscando conexões pouco exploradas entre pesquisa acadêmica, tradição cultural dos artesãos e novas tecnologias. Idealizada pela artista Águida Zanol, a exposição vai mostrar que materiais alternativos, acessíveis e empregados por artesãos podem ser utilizados em outros contextos, como na produção industrial ou em pequenas Unidades Produtivas Sustentáveis.

Como estratégia para envolver a sociedade nas discussões sobre consumo consciente, reutilização de materiais e reciclagem, o Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR) vai promover a IV Edição do “Trilhas Urbanas” – projeto idealizado pelo artista Tarcísio Ribeiro, que compreende a instalação de esculturas de sucata pela cidade com o objetivo de construir “novos olhares” em relação aos caminhos do cotidiano. A proposta é que a arte eco-sustentável extrapole os muros do Centro Mineiro de Referência em Resíduos, indicando novos trajetos e possibilidades que estimulem a reflexão ambiental e a ação da cidadania. Será construído um caminho de borboletas, percorrendo a avenida dos Andradas, desde a Praça da Estação até a portaria do CMRR. O percurso totalizará seis quilômetros. Nesse trajeto, borboletas e vaga-lumes irão trazer uma mensagem de transformação para a melhoria da qualidade de vida a partir dos projetos desenvolvidos pelo CMRR. As borboletas e vaga-lumes serão, portanto, um convite à reflexão, um convite para que a sociedade conheça um espaço inovador dedicado à construção de um “novo olhar” sobre os resíduos.

O lançamento do CMRR será marcado pela realização do Seminário Resíduos – Qual a sua responsabilidade, que tem inscrições aberta ao público e gratuitas. O evento vai reunir alguns dos principais especialistas do País na área de resíduos, entre eles: José Carlos Carvalho, secretário de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Arlindo Philippi, especialista em gestão ambiental de municípios, especialista da Faculdade de Saúde Pública da USP, e Fernando Almeida, presidente do Cebds – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável.

Asessoria de Imprensa do Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR)
São Paulo: Maria das Graças Rodrigues Pereira – (11) 7130-1274 / 9609-3825
Belo Horizonte: Érika Pessoa – (31) 9132-2486 e (31) 3461-1270

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s