´Cidadão Kane´ eleito de novo o melhor filme da história

Arthur Spiegelman, da Reuters

 

462007062112002915cidadao

Cidadão Kane é escolhido melhor filme americano pela 2.ª vez em uma década

LOS ANGELES, EUA – Cidadão Kane, o poderoso retrato dirigido por Orson Welles de um magnata de mídia inescrupuloso, derrotou a concorrência de O Poderoso Chefão na quarta-feira, 20, conservando seu título de maior filme norte-americano da história.

Críticos de cinema, historiadores e especialistas elegeram Cidadão Kane o melhor filme americano pela segunda vez em uma década numa pesquisa conduzida pelo American Film Institute (AFI). Os resultados foram revelados num especial de três horas da CBS chamado “100 anos, 100 filmes, edição de 10.º aniversário”.

O Poderoso Chefão, que figurou em terceiro lugar na pesquisa original dos 100 melhores filmes, feita há dez anos, subiu para a segunda posição, e Casablanca caiu para a terceira.

Outros filmes entre os dez primeiros do ranking incluíram Touro Indomável, que surpreendeu por ficar com a quarta posição, 20 posições à frente de dez anos atrás. Cantando na Chuva foi o quinto colocado e E o Vento Levou, o sexto, seguidos por Lawrence da Arábia, A Lista de Schindler, Um Corpo que Cai e O Mago de Oz.

A vez de Griffith

Um Corpo que Cai, de Hitchcock, estrelado por James Stewart, subiu para a nona posição, depois de ser situado na 61.ª na pesquisa original.

“O cinema americano sempre refletiu quem somos e, sob muitos aspectos, nos definiu”, disse a presidente e executiva-chefe do AFI, Jean Picker Firstenberg.

Ela atribuiu à popularidade crescente dos DVDs o aumento de interesse por filmes mudos e obras-primas freqüentemente esquecidas como Rastros de Ódio, de John Ford, que passou da 96a colocação na pesquisa original para 12a agora.

A obra-prima do cinema mudo Intolerância, de D.W. Griffith, foi incluída na lista dos cem maiores filmes pela primeira vez, assim como A General, de Buster Keaton, enquanto o comovente Luzes da Cidade, de Chaplin, subiu da 76.ª para a 11a posição.

Mas o filme racista de Griffith Nascimento de Uma Nação, de 1915, saiu da lista em função de sua ideologia hoje impopular, apesar de seu histórico de inovações técnicas.

Filmes mais recentes

Dos 43 filmes feitos entre 1995 e 2006 que poderiam entrar para a lista, apenas O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel (50.ª posição), O Resgate do Soldado Ryan (71.ª), Titanic (83.ª) e O Sexto Sentido (89.ª) entraram para o rol dos 100 melhores.

Outros filmes acrescentados à lista nesta nova edição incluem Cabaret (63.º lugar), Quem Tem Medo de Virginia Woolf? (67.º), Um Sonho de Liberdade (72.º), Todos os Homens do Presidente (77.º), Spartacus (81.º) e A Night at the Opera (85.º).

Entre os filmes que saíram da lista estão Fantasia, Doutor Jivago, Nascimento de Uma Nação, A Um Passo da Eternidade, My Fair Lady e Um Americano em Paris.

A historiadora de cinema do AFI Pat Hansen disse que os filmes que parecem ter saído mais prejudicados na nova lista são os musicais, “que deram lugar para filmes mais populares como Titanic e O Resgate do Soldado Ryan“.

Veja aqui a relação completa (em inglês) 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s