499/ Consciência ecológica ajuda economizar no orçamento doméstico

Por Marcos Crivelaro para o Jornal do Meio Ambiente

A adoção de atitudes ecológicas, além de ajudar a conservar o nosso maior lar, o planeta Terra, também permite uma economia aproximada de R$ 250 no orçamento doméstico mensal. Esse valor é maior do que muitos auxílios sociais existentes. É possível, portanto, concluir que o morador que ajuda a Natureza ganha uma “bolsa-ecologia”.

Assumindo que o morador não execute reformas na moradia e apenas adote novas práticas na utilização da energia elétrica e no consumo de água, já é possível totalizar um valor acima de R$ 100 (moradia de 4 a 5 pessoas). O plantio de horta caseira e a confecção de receitas culinárias que utilizem cascas e/ou talos de frutas, legumes e verduras permitem uma economia mensal superior a R$ 70. E muitas pessoas desconhecem, mas é possível fabricar produtos de limpeza do lar utilizando sabão de coco, limão, vinagre, bicarbonato de sódio e essências de ervas aromáticas (economia de mais R$ 80).

No caso da energia elétrica, o selo Procel é um prêmio que estimula os fabricantes de eletrodomésticos a produzirem equipamentos cada vez mais eficientes e econômicos. Na hora da compra, procure esse selo. Na cozinha, o fogão, o microondas, o freezer, a geladeira, a lavadora de louça, a torneira elétrica e o exaustor podem totalizar 3.000 watts, representando 50% do consumo mensal. Na lavanderia, a lavadora e a secadora de roupas e o ferro elétrico respondem por 15% do consumo mensal. O custo do aquecimento da água e da iluminação pode representar de 15 a 25% da conta de energia elétrica. A TV é responsável por cerca de 5% a 15% do consumo total.

Abaixo estão listados os “vilões” da conta de eletricidade e oportunidades para economizar:

a) Chuveiro elétrico – sua potência nominal típica pode atingir 6.500 watts. Prefira chuveiros com potência inferior a 4.000 watts. Feche o registro enquanto se ensaboa. Sempre que possível utilize o chuveiro com a chave na posição “Verão”. Limpe periodicamente os orifícios de saída de água do chuveiro.

b) Ferro elétrico – habitue-se a acumular a maior quantidade possível de roupas, para passar de uma só vez. No caso de ferro elétrico automático, use a temperatura indicada para cada tipo de tecido. Deixe o ferro desligado quando não estiver em uso. Reserve algumas roupas leves para serem passadas nos últimos dez minutos no final da operação, com o ferro desligado, pois ele ainda estará quente (exemplos: roupas de nylon e lingeries).

c) Refrigerador – evite abrir a porta repetidas vezes e deixe os alimentos quentes esfriarem até a temperatura ambiente antes de serem colocados na geladeira. Evite forrar as prateleiras da geladeira e do freezer com plásticos, tábuas, vidros ou quaisquer outros materiais para não dificultar a circulação interna do ar frio. Regule a temperatura interna através do termostato. Conserve limpa a parte traseira e não a utilize para secar panos ou roupas.

d) Lava-louças – máquinas modernas oferecem a opção de usar calor e um ventilador para secar os pratos. O calor é fornecido por uma resistência no fundo do aparelho. Caso não precise da secagem instantânea, desligue essa função.

e) Microondas – acostume-se a usá-lo só em caso de necessidade. Use corretamente o tempo sugerido para aquecer a comida.

f) Torneira elétrica – evite ligá-la no verão quando a água, em geral, é mais quente. Ensaboe todas as louças para depois enxaguar de uma só vez.

g) Fogão – é necessária muito menos energia elétrica e gás para ligar o fogão uma só vez e cozinhar uma grande quantidade de alimentos do que utilizá-lo várias vezes para cozinhar porções menores.

h) Lava-roupas: uma carga grande de roupas, ao contrário de várias cargas pequenas, usará menos eletricidade para acionar o motor da máquina. Utilize a dosagem correta de sabão indicada pelo fabricante, evitando repetir operações de enxágüe. Lavadoras de abertura frontal gastam menos água que as de abertura superior.

i) Aquecedor de água – ajustar a temperatura do aquecedor na faixa dos 55º C gera uma economia de 5%.

j) Ar condicionado – uma economia de 15% pode ser obtida mantendo as portas e janelas fechadas para garantir uma vedação eficiente do ambiente, tomando cuidado na regulagem da temperatura do ambiente e realizando manutenção periódica dos filtros.

k) Iluminação: a iluminação deve ser adequada a cada tipo de ambiente. Prefira as lâmpadas fluorescentes compactas ou circulares para os locais que fiquem com as luzes acesas mais de 4 horas/dia, pois são as mais eficientes que existem para iluminação residencial e, além de reduzirem o consumo, duram até dez vezes mais que as lâmpadas incandescentes. Limpe regularmente luminárias e arandelas para ter um bom nível de iluminação. Armários e despensas são também bons candidatos para os sensores de movimento (economia de 1 a 3% no seu gasto). Luz solar: as clarabóias costumavam ser o único caminho de entrada da luz solar. Mas, agora, novos produtos no mercado como “tubos de luz” oferecem a um custo mais baixo uma iluminação equivalente ao produzido por uma lâmpada de 100 W. Luzes externas de baixa voltagem: o jardim pode ser iluminado à noite utilizando sistemas de iluminação de baixa voltagem (12 V), o que faz com que a instalação seja segura para crianças ou animais de estimação. Energia solar: luminárias de jardim movidas a energia solar são equipadas com um pequeno painel solar, bateria recarregável e uma lâmpada dentro. Aquecedor solar caseiro: o consumo de energia elétrica é reduzido em 40% com o uso de aquecedores solares de baixo custo (cerca de R$ 110). Cada metro quadrado de coletor solar permite economizar anualmente 55 kg de gás, 66 litros de diesel e 215 kg de lenha. Stand-by (energia em estado de espera): esse é o termo usado para a eletricidade usada em dispositivos mesmo quando estão desligados. Representam 5% do consumo de potência elétrica. Uma boa solução para lidar com essas perdas é ligar vários deles num filtro de linha que tenha um botão liga-desliga.

l) Televisão – é um eletrodoméstico muito utilizado (em média de 5 horas por dia). Desligue o aparelho quando ninguém estiver assistindo e programe a hora de desligar para evitar dormir com o aparelho ligado.

Em relação à água, o consumo diário por pessoa atinge 70 litros no chuveiro, 8 no lavatório, 18 na cozinha, 8 para lavar louça e 260 em uma banheira grande. Instale torneiras com aerador (ou “telinhas” na saída da água), já que ele dá a sensação de maior vazão mas, na verdade, faz exatamente o contrário.

Uma torneira aberta durante 1 minuto gasta 3 litros de água. Deixe a torneira fechada enquanto escova os dentes ou faz a barba. Se uma pessoa escova os dentes em cinco minutos com a torneira não muito aberta, gasta 20 litros de água. No entanto, se molhar a escova e fechar a torneira enquanto ensaboa os dentes e, ainda, enxaguar a boca com um copo de água, consegue economizar mais de 15 litros de água.

Ao lavar o rosto em um minuto, com a torneira meio aberta, uma pessoa gasta 2,5 litros de água.

Desligue o chuveiro para se ensaboar e reabra para se enxaguar. Evite banhos demorados. Reduzir 1 minuto do seu banho você pode economizar de 3 a 6 litros de água.

Antes de lavar a louça, remova restos de comida dos pratos e das panelas, ensaboe e só abra a torneira para o enxágüe. Com economia, o consumo pode chegar a 20 litros.

Caso use lavadora de roupa, procure utilizá-la cheia e ligá-la no máximo três vezes por semana.

Evite lavar as calçadas com mangueira, afinal elas podem ser varridas.

Encher a banheira com 5 cm a menos não faz diferença em questão de higiene, ao contrário do efeito na economia de água e energia.

Regar a horta caseira durante 10 minutos significa um gasto de 186 litros. Você pode economizar 96 litros se tomar alguns cuidados: regue-a durante o verão pela manhã ou à noite, o que reduz a perda por evaporação. Durante o inverno, regue em dias alternados e prefira o período da manhã. Use uma mangueira com esguicho do tipo revólver. Molhe a base das plantas, não as folhas. Utilize cobertura morta (folhas ou palha) para diminuir a perda de água. Na higienização de frutas e verduras, utilize cloro ou água sanitária de uso geral (uma colher de sopa para um litro de água durante 15 minutos). Depois, coloque duas colheres de sopa de vinagre em um litro de água e deixe por mais 10 minutos, economizando o máximo de água possível. Neste caso, também há economia ao evitar, ou pelo menos reduzir, a compra de hortaliças e legumes.

*Marcos Crivelaro é professor PhD da FIAP – Faculdade de Informática e Administração Paulista e da Faculdade Módulo, especialista em matemática financeira e consultor em finanças.

Anúncios

Um comentário sobre “499/ Consciência ecológica ajuda economizar no orçamento doméstico

  1. É isso mesmo, MC, temos que economizar tudo o que pudermos, mas temos também de pensar na restauração da natureza – DERRUBE UM PRÉDIO E FAÇA UM PARQUE – ísso é que seria uma diretriz de governo revolucionária na reforma das cidades em nome do bem-estar de todos, natureza e humanos que nela (mal) vivem. Se alguns acharem muito radical derrubar prédios e construir parques, é bom lembrar que, se as construtoras radicalizam na busca pelo lucro (construindo prédios absurdamente altos e apertados em espaços minúsculos), temos que fazer o mesmo para restaurar as degradadas colméias humanas. O MAIOR INIMIGO DA HUMANIDADE SÃO AS CONSTRUTORAS. Não abro mão desse ponto de vista; nada degradou mais a vida do que a excessiva verticalização e conseqüente hiperdensificação populacional nos centros urbanos.São infinitamente mais destrutivas do que os fabricantes de armas ou traficantes de drogas.

    Se quiser conhecer mais minhas idéias, basta ir até: http://meninodolho.blogspot.com/
    Se gostar, fale para os outros. Se não gostar, fale mais ainda!

    Aguardo todos vocês.

    RN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s