517/ Sky critica entrada da Telefônica no mercado de TV paga

Por Daniela Braun, editora do IDG Now!

O presidente da Sky, Luiz Eduardo Baptista da Rocha, não poupou críticas à entrada da Telefônica no mercado de TV por assinatura via satélite, autorizada pela Anatel em março. Além disso, a operadora também aguarda autorização da agência para assumir o controle da TVA.

“A  Lei Geral de Telecomunicações foi formulada em um período prévio à convergência. Não podemos ver decisões isoladas sem a revisão do todo”, criticou o executivo referindo-se à autorização dada pela Anatel à operadora para prestar o serviço de TV paga via satélite, em março deste ano.

Seguindo o posicionamento da Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA), Rocha defende a revisão da Lei Geral de Telecomunicações para defender concorrência entre os prestadores de serviços convergentes.

“Não entendemos como um player como a Telefônica possa controlar todo e qualquer serviço no Estado de São Paulo”, reclamou Rocha. “Se o consumidor [paulista] não estiver satisfeito com os serviços da Telefônica ele muda para o Rio de Janeiro. É isso que vai acontecer”, criticou.

Embora ainda não tenha iniciado, efetivamente, a prestação do serviço de TV paga, a Telefônica adotou a estratégia de venda casada de pacotes de telefonia, acesso em banda larga e TV por assinatura com a TVA.
O modelo já é praticado pela Sky em parceria com as operadoras Brasil Telecom e Oi, que exclui o Estado de São Paulo.

Segundo Rocha, as vendas com a Brasil Telecom tem sido bem-sucedidas e a Oi “está começando a engrenar” como parceiro comercial. O executivo não detalhou a representatividade destes canais nas vendas da Sky. Em segundo lugar no mercado de TV por assinatura – atrás da NET, que detém 46% do setor – a Sky conta com uma participação de 30% a 33%, em número de assinantes, segundo o executivo. Com a compra da DirecTV, a empresa assumiu uma base de 410 mil assinantes (90% da base da empresa adquirida no ano passado) e soma 1,5 milhão de clientes, atualmente.

A meta para 2007, de acordo com o presidente da Sky, é atingir uma base de 1,6 milhão de assinantes e um faturamento superior a 1 bilhão de dólares, o que representa um aumento bruto de 40% sobre o faturamento de 2006 (28% contando a depreciação do dólar).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s