535/ Celso Amorim pede compreensão dos portugueses com imigrantes do Brasil

Da Ag.Lusa

CelsoAmorim

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, afirmou nesta quinta-feira não saber ainda se a questão dos imigrantes brasileiros em Portugal será tratada bilateralmente ou com a União Européia e pediu compreensão, lembrando que o Brasil já recebeu milhares de portugueses.

Os brasileiros são atualmente a maior comunidade estrangeira residente em Portugal – cerca de 80 mil em situação regular. Apesar de ser difícil saber quantos brasileiros estão ilegais, associações ligadas aos imigrantes estimam que sejam entre 20 mil a 30 mil. “Se nós vamos tratar este tema preferencialmente bilateralmente ou com a União Européia é algo que nós ainda temos que pensar”, disse, em entrevista exclusiva à Agência Lusa.

Amorim admitiu que Portugal é um país pequeno e não tem a capacidade de absorção de imigrantes como o Brasil teve no passado, mas disse contar com a compreensão das autoridades portuguesas.

“O Brasil sempre foi um país muito aberto. Não vamos muito longe na história. Quando houve problemas recentes ligados à descolonização, o Brasil recebeu milhares de portugueses. Por motivos econômicos, mais que outros, há hoje uma migração em sentido contrário”, afirmou.

O chefe da diplomacia brasileira destacou que o Brasil sempre viu nos imigrantes um fator de enriquecimento da sociedade. “Esperamos que aqueles países que nos mandaram tantos imigrantes no passado, não só Portugal, como todos os outros, tenham a mesma visão. É uma questão de tolerância mútua”, assinalou.

“Acordo Lula”

Portugal e Brasil assinaram em 11 de julho de 2003 o chamado “Acordo Lula”, que prevê a legalização de todos os brasileiros que entraram no país até à data de assinatura do protocolo e que tenham um contrato de trabalho válido. Segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal, o acordo permitiu já a legalização de cerca de 20 mil brasileiros.

O SEF está colocando anúncios na imprensa portuguesa sobre o “Acordo Lula” para lembrar aos imigrantes brasileiros que reúnam as condições exigidas que ainda podem regularizar a sua situação, dado que o acordo termina em 11 de julho de 2008. Em 2003 houve um pré-registro dos brasileiros que podiam se legalizar ao abrigo do acordo, tendo cerca de 30 mil preenchido os requisitos.

Anúncios

2 comentários sobre “535/ Celso Amorim pede compreensão dos portugueses com imigrantes do Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s