643/ O poder devasso

Da redação do Olhao.com.br

marcoaureliogracia

Veja o vídeo aqui

A capacidade do governo Lula de enxovalhar o exercício da função pública não encontra mesmo nenhum limite.

As imagens das obscenidades de Marco Aurélio Garcia, assessor para assuntos aleatórios da Presidência, e de seu auxiliar Bruno Gaspar, flagrados na quinta-feira à noite pela Rede Globo, resumem o estilo desse governo.

A lúbrica satisfação com que comemoravam a notícia da suposta falha do reversor do Airbus da TAM confirma o que todos já intuíam, desde os primeiros momentos da tragédia de Congonhas.

Aqueles gestos chulos nos dizem que o aparato petista está pouco se lixando para os quase 200 mortos do acidente, a dor de suas famílias, ou a segurança de vôo no país.

Dizem que, no terceiro andar do Palácio do Planalto, o que mais importa é evitar que a tragédia respingue no governo e afete a popularidade do presidente.

Quando todos pensávamos que o lulo-petismo já tinha chegado ao fundo do poço do escárnio com que trata suas vítimas – a saber: todos os que não são cortesãos de Lula ou cegos militantes do PT –,  constatamos que “eles” se superam sempre.

Os gestos de Marco Aurélio Garcia e seu esbirro somam-se à frase igualmente devassa da ministra Marta “Relaxa e Goza” Suplicy e à cínica declaração do ministro Guido Mantega, para quem o apagão aéreo é sinal de “prosperidade”.

E sabemos também que tais insultos vêm sempre em dose dupla, pois seus autores jamais são demitidos, jamais são ao menos advertidos pelo presidente.

Mas há lógica nessa indecência. Para que a devassidão prospere no poder, é preciso metodicamente rebaixar os valores morais de toda a sociedade, de tal modo que  não seja mais possível distinguir o certo do errado, o honesto do corrupto, o verdadeiro do falso.

Os gestos chulos de Marco Aurélio Garcia não são acidentais, portanto. Eles compõem um modelo de exercício do poder: o método petista de governar.

 

Anúncios

2 comentários sobre “643/ O poder devasso

  1. Clavis,
    A questão não fica restrita ao setor aéreo. Ela se faz presente no amplo espectro da governança do país. O problema no entanto, é que boa parte da população, prefere receber as migalhas dos programas assistencialistas mantidos pelo governo (que na maior parte das iniciativas, foram implementadas em mandatos não petistas), e colocar vendas nos olhos, para não ver as falcatruas e a dissimulação deste governo pseudo-esquerda (no executivo) e esquerdista (na sua praxis de aparelhamento do Estado).
    Saudações,
    Xicolopes

  2. Esse filme também foi noticias nas televisões de cá… E sim, revelam uma faceta do governo do PT que não prestigia o Brasil… E é pena… Especialmente no contexto da recente multiplicação de desastres aéreos no Brasil (li algures que 2006 foi o ano registado com menos acidentes de sempre), excepto no Brasil, o que indica que algo vai mesmo muito nesse sector, por aí…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s