709/ Comissão Européia divulga as formalidades exigidas aos turistas brasileiros

Do Blog Portal das Férias

turistas

Os brasileiros não precisam de visto para entrar em qualquer um dos países europeus integrantes do espaço Schengen (território sem fronteiras internas que inclui Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Itália, Islândia, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Portugal e Suécia), mas existem algumas formalidades válidas para todos os destinos e outras mais específicas que o turista deve saber.

É preciso portar passaporte, com validade superior a seis meses, e ter o bilhete aéreo de ida e volta, com permanência máxima de 90 dias. Alguns países exigem dos visitantes comprovante de hospedagem, seguro saúde e comprovação de que possui recursos financeiros para a permanência no país (veja relação abaixo).

Estas informações estão sendo divulgadas no Brasil pela Comissão Européia de Turismo (CET) com o objetivo de esclarecer as pessoas que vão viajar para a Europa para fazer turismo.

A Comissão Européia de Turismo é uma organização sem fins lucrativos com sede em Bruxelas, na Bélgica. Fundada em 1948, reúne 33 países com um objetivo em comum: promover a Europa e seus destinos turísticos por todo o mundo. Hoje, o grupo operacional da CET para a América Latina, tem nove países integrantes – Alemanha, Espanha, França, Grã-Bretanha, Irlanda, Itália, Polônia, Portugal e Suíça.

O endereço da Comissão Européia de Turismo na Internet é www.visiteurope.com.

Veja abaixo as formalidades específicas de cada país para a entrada de brasileiros. Para saber sobre outros países, é preciso entrar em contato diretamente com as respectivas embaixadas e consulados:

ALEMANHA

Seguro de saúde: Caso seja solicitado pelas autoridades fronteiriças da Alemanha, os cidadãos brasileiros deverão apresentar um seguro de saúde com cobertura mínima de 30.000 euros. Este seguro pode ser adquirido no Brasil ou nos aeroportos da Alemanha.

Comprovante de meios financeiros: Para entrar na Alemanha, o turista brasileiro tem que comprovar possuir 50 euros por dia (dinheiro, “Travelers cheques” ou cartões de crédito internacionalmente aceitos)

ESPANHA

Seguro de saúde: A Espanha não exige seguro de saúde. Caso o cidadão brasileiro seja beneficiário do INSS, não necessita de seguro de saúde para viajar a Espanha. Existe um acordo bilateral de assistência médica que assegura o sistema de saúde aos cidadãos de ambos os países. No entanto, para usufruir deste benefício, o cidadão brasileiro deve dirigir-se a um escritório do INSS local e solicitar uma declaração dizendo que é beneficiário do INSS, indicando o período de permanência na Espanha.

Comprovante de meios financeiros: Para entrar na Espanha, o cidadão brasileiro tem que comprovar possuir:
1) 300 euros por cada entrada no País (em dinheiro ou “travelers cheques”) mais,
2) 50 euros por dia de permanência (em dinheiro ou “travelers cheques”).

FRANÇA

Seguro de saúde: Os cidadãos brasileiros deverão apresentar um seguro de saúde com cobertura mínima de 30.000 euros.

Comprovante de meios financeiros: Para entrar na França, o turista tem que comprovar possuir 50 euros por dia (dinheiro, “travelers cheques”, ou cartões de crédito internacionalmente aceitos). Este montante poderá cair para 35 euros/dia, caso seja apresentado termo de responsabilidade (atestado de acolhimento) emitido por um cidadão francês ou por estrangeiro habilitado com título de residência.

ITÁLIA

Seguro de saúde: Não é obrigatório. Existe um acordo bilateral de assistência médica que assegura o sistema de saúde aos cidadãos de ambos os países. No entanto, para usufruir deste benefício, o cidadão brasileiro deve dirigir-se a um escritório do INSS local e solicitar uma declaração dizendo que é beneficiário do INSS, indicando o período de permanência na Itália.

Comprovante de meios financeiros: Para entrar na Itália, o cidadão brasileiro tem que comprovar possuir as seguintes quantias:

Duração Viagem Montante
De 1 a 5 dias 269,60 euros (montante fixo)
De 6 a 10 dias 44,93 euros por dia
De 11 a 20 dias 51,64 euros (montante fixo) mais 36,67 euros por dia
Mais de 20 dias 206,58 euros (montante fixo) mais 27,89 euros por dia

PORTUGAL

Seguro de Saúde: Não existe limite de cobertura pré-definido para o valor do seguro de saúde a apresentar em Portugal. Os cidadãos brasileiros ou dependentes se inscritos no INSS não necessitam de seguro de saúde. Um acordo bilateral assegura o atendimento na rede pública em Portugal. Para usufruir deste benefício, antes da viagem, os interessados deverão procurar o Ministério da Saúde Brasileiro (em São Paulo é na Av. Nove de Julho 611 – 2 andar – Cj 202 – Tel: (11) 3241-2197) munidos de cópias e originais dos seguintes documentos:

Todas as pessoas deverão apresentar –

1) Passaporte (3 páginas iniciais)
2) RG Identidade
3) Passagem Aérea
4) Comprovante de residência

Mais comprovante de inscrição no INSS (ex. Empregados deverão apresentar carteira de trabalho e n.º de inscrição no INSS, autônomos deverão apresentar as três últimas contribuições do Carnê, aposentados deverão apresentar o último extrato do INSS etc).

Em Portugal, caso necessite, o turista deverá providenciar a carteirinha para atendimento em qualquer serviço público de saúde no Depto. de Relações Internacionais e Segurança Social (em Lisboa fica situado na Rua Junqueira, 112) levando a documentação emitida no Brasil, o passaporte e duas fotos 3×4

Comprovante de meios financeiros: Para entrar em Portugal, o cidadão brasileiro tem que comprovar possuir –

1) 75 euros por cada entrada no país, e mais
2) 40 euros por dia de permanência.

Nota – Estes montantes (em dinheiro, “Travelers cheques” ou cartões de crédito internacionalmente aceitos) poderão ser dispensados, caso seja apresentado termo de responsabilidade emitido por um cidadão português ou por estrangeiro habilitado com título de residência, autorização de permanência, visto de trabalho, estudo, estada temporária, válidos, que garanta a alimentação e o alojamento do interessado durante a sua estada, sem prejuízo da possibilidade de recurso a outros meios de prova.

Obs.: as informações acima foram fornecidas pelas embaixadas e consulados gerais dos países em São Paulo.

Em caso de dúvidas, passageiros e agentes de viagem devem consultar os próprios consulados e embaixadas.

Anúncios

5 comentários sobre “709/ Comissão Européia divulga as formalidades exigidas aos turistas brasileiros

  1. There are a number methods to try looking for a artist. Experiment with expecting near to help you good friend plus family unit or simply searching on the internet intended for nearby installers. Look over paint zoom review, and check suggestions. Upon having a powerful variety, get a hold of many people and request quotes.

  2. Meu filho está indo passar 43 dias na europa, em salamanca(ES), com hospedagem e carta de invitacion.está levando um cartão VISA internacional com limite de 2000 euros. Quanto ele precisa levar em especie? Este cartão lhe confere o seguro de 30000 euros. precisa algum documento a mais?
    A passagem dele é SSA/ LISBOA -LISBOA / MADRI

  3. GOSTARIA DE SABER SE EXISTE ALGUM MODELO PARA O TERMO DE RESPONSABILIDADE PARA UM TURISTA BRASILEIRO VIAJAR A PORTUGAL.
    O TURISTA BRASILEIRO DEVE DE CHEGAR A PORTUGAL COM O TERMO DE RESPONSABILIDADE ORIJINAL OU COM UMA COPIA E SUFICIENTE?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s