784/ Presidente angolano ao melhor estilo colonial

Do Notícias Lusófonas

cabinda-map-l

O presidente angolano, José Eduardo dos Santos, visita hoje o que chama de província nortenha de Cabinda mas que, na realidade, é um território ocupado, de fato, pelo Governo de Luanda. Segundo fonte da Presidência Angolana, Eduardo dos Santos, durante a sua estada de algumas horas no enclave vai receber em audiência o presidente do Fórum Cabindês para o Diálogo (FCD), António Bento Bembe, com quem deverá abordar o andamento da implementação do Memorando de Entendimento para a paz em Cabinda.

A visita acontece numa ocasião em que o Governo angolano continua a perseguir os ex-membros da politicamente extinta Mpalabanda – Associação Cívica de Cabinda, numa clara demonstração da brutalidade com que o regime angolano vem lidando com a já incontrolável situação em Cabinda.

Forças policiais angolanas, entre elementos da Polícia de Intervenção Rápida (PIR) e da polícia de ordem pública, entraram na residência de Gabriel Bilongo, ex-membro da Mpalabanda, deixando a casa “de cabeça para baixo”.

Mesmo sem se fazerem acompanhar do necessário mandado de busca, os polícias, armados até aos dentes, revistaram a residência deixando-a num verdadeiro pandemônio, com papéis e objetos espalhados pela casa toda, ante o olhar aterrorizado da mulher e dos filhos de Gabriel Bilongo.

De acordo com os próprios polícias, a operação de busca destinava-se a procurar “documentos da Mpalabanda” que estariam supostamente na posse do proprietário da casa.

Quando da revista, Gabriel Bilongo, taxista, encontrava-se fora de casa, trabalhando, tendo sido avisado, por telefone, por uma das filhas.

Estas atitudes intimidatórias tornaram-se freqüentes, em Cabinda, onde o regime tenta a todo o custo forçar a população a aceitar o memorando de entendimento assinado com Bento Bembe, ao mesmo tempo que demonstram, mais uma vez, o medo que o regime tem da Mpalabanda, politicamente extinta, aproveitando-se da dependência exercida pelo poder político sob o poder judicial.

Acompanhado pelo ministro da Administração do Território, Virgílio de Fontes Pereira e do governador provincial José Aníbal Rocha, Eduardo dos Santos vai também inaugurar, ao melhor estilo neo-colonial, o aeroporto de Cabinda e a arena multiusos que acolherá os jogos de basquetebol inseridos no campeonato africano da modalidade, que se inicia a 15 de Agosto em várias cidades de Angola.

Eduardo dos Santos presidirá depois a um comício popular e, em seguida, inaugura um supermercado, um complexo residencial, uma escola e um posto de saúde, este último na localidade de Povo Grande.

O chefe de Estado vai também reunir-se em separado com o executivo local e com líderes tradicionais, a quem dirá certamente que a razão está do seu  lado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s