893/ A Vida de Santo Agostinho

Da Ordem de Santo Agostinho

batismodesantoagostinho

O Batismo de Santo Agostinho

Bento Coelho da Silveira /1706/Óleo sobre tela/200 cm x 222 cm

Alhandra, Igreja de S. João Baptista

Proveniente do Convento dos Religiosos de Santo Agostinho, ao Grilo, Lisboa

Aurelius Augustinus, mais conhecido como SANTO AGOSTINHO nasce em TAGASTE DA NUMÍDIA, província romana ao norte da África em 13 de novembro de 354; primogênito do pagão Patrício e da fervorosa cristã Mônica.

Criança alegre, buliçosa, entusiasta do jogo, travessa e amante da amizade, não gosta muito de estudar porque os mestres usam métodos agressivos e não são sinceros.

Ante os adultos se revela como “um menino de grandes esperanças”, com inteligência clara e coração inquieto. Africano pela lei do solo, romano pela cultura e língua, e cristão por educação. stoago2 AGOSTINHO, jovem, de temperamento impulsivo e veemente, se entrega com afinco ao estudo e aprende toda a ciência do seu tempo. Chega a ser brilhante professor de retórica em Cartago, Roma e Milão.

Sedento de Verdade e Felicidade

Em sua busca afanosa vive longos anos com ânimo disperso. Vazio de Deus e agarrado pelo pecado, a vontade “sequestrada”, errante e peregrina, “enganado e enganador”.

Mas, seu coração, sempre aberto à verdade, chega ao encontro da graça pelo caminho da interioridade, apoiado pelas orações de sua mãe, que na infância lhe havia marcado com o sinal da cruz.

Coração Sempre Jovem

Estando em Milão, no seu horto; uma voz infantil o anima – “TOMA E LÊ” – a ler as Escrituras, ficando de repente iluminada a sua inteligência com uma luz de segurança e satisfazendo o seu coração – CORAÇÃO HUMANO – coração grande de jovem; era o outono do ano 386.

Deixando a docência, retira-se a CASSICÍACO, recinto de paz e silêncio e põe em prática o Evangelho em profunda amizade compartilhada: vida de quietude, animada somente pela paixão à Verdade. Assim se prepara para ser batizado na Primavera de 387 por Santo Ambrósio.

Inspirador da Vida Religiosa

De novo em Tagaste – a mãe morre no porto de Roma – vende suas posses e projeta seu programa de vida comum: probreza, oração e trabalho. Por seus dotes naturais e títulos de graça, cresce em torno dele um grupo de amizade e funda para a história o Monacato Agostiniano.

No ano 391 é proclamado sacerdote pelo povo, e cinco anos mais tarde, os cristãos de Hipona o apresentam para o Episcopado. Consagrado BISPO DE HIPONA – título de serviço e não de honra – converte a sua residência em casa de oração e tribunal de causas.

Inspirador da vida religiosa, pastor de almas, administrador de justiça, defensor da Fé e da Verdade. Prega e escreve de forma infatigável e condensa o pensamento do seu tempo.

O Primeiro Homem Moderno

Em 429 os vândalos, guiados por Genserico atravessam o Estreito de Gibraltar e atacam o norte africano. AGOSTINHO “cercado com o seu povo” sente amargura e luto, alenta o ânimo de seus fiéis e os convida à defesa. No terceiro mês do assédio, aos 76 anos de vida, em 28 de agosto de 430, morre e começa a viver na Cidade de Deus uma vida mais nobre.

Datas Importantes Em Sua Vida

ANO – IDADE

354 – 00
13 de Novembro. Nasce em Tagaste.

365 – 11
Inicia os cursos de educação geral em Madaura.

370 – 16
Volta a Tagaste.

371 – 17
Transfere-se para Cartago, a fim de estudar Retórica e Artes Liberais.

372 – 18
Morre o seu pai, Patrício.
Apaixona-se e junta-se a uma mulher.

373 – 19
Lê “O Hortênsio”, de Cícero.
Torna-se maniqueu (seita filosófico-religiosa).
Provável nascimento de Adeodato, seu filho.

374 – 20
Regressa a Tagaste como professor de Gramática.

376 – 22
Morre um amigo íntimo.
Agostinho vai de novo a Cartago como professor.

383 – 29
Vai para Roma, onde continua a docência.

385 – 31
Depois de ganhar a Cátedra de Retórica da Casa Imperial, por concurso, vai para Milão.
Encontra-se com Santo Ambrósio, Bispo da cidade.

386 – 32
Outono: CONVERTE-SE À FÉ CATÓLICA.
Passa alguns meses em Cassicíaco.

387 – 33
Noite da Páscoa (24-25 de abril): É batizado em Milão.
Volta a África e morre sua mãe Mônica (santa), em Óstia Tiberina, porto de Roma.

388 – 34
Chega a Cartago e pouco depois a Tagaste.
Vende suas posses e funda o primeiro mosteiro.

391 – 37
É ordenado Sacerdote em Hipona.

395 – 41
É Sagrado Bispo Auxiliar.

396 – 42
Sucede ao Bispo Valério em Hipona.

400 – 46
Publica as “Confissões”.

426 – 72
Publica a “Cidade de Deus”.

430 – 76
Genserico ataca Numídia e cerca Hipona.
28 de agosto, Agostinho morre em Hipona.

Agostinho vive hoje na família Agostiniana que lhe reconhece como Pai, no culto da Igreja que o venera como Santo, em todas as almas recuperadas que lhe devem o seu retorno a Deus e nas mentes privilegiadas que o admiram por seu gênio fecundo.

Pessoas Influentes Na Sua Vida

SUA FAMÍLIA

Patrício – Pai, oficial
Sta.Mônica – Mãe, fervorosa cristã.
Navigio – Irmão, morreu jovem.
Perpétua – Irmã, religiosa dos primeiros mosteiros.
Melânia (?) – Mãe de seu filho Adeodato.
Adeodato – Seu filho, morreu jovem.

SEUS COMPANHEIROS E AMIGOS

Alipio – Conterrâneo e discípulo.
Evódio – Membro do grupo em Milão.
Severo – Membro da 1ª comunidade.
Possídio – Autor da 1ª biografia e erudito cristão.
Nebrídio – Discípulo de Agostinho na Itália.

SUAS MOTIVAÇÕES E INSPIRAÇÕES

Romaniano – Rico, amigo da família.
Cícero – Poeta latino e autor de O Hortêncio.
Fausto – Chefe supremo dos Maniqueus.
Santo Ambrósio – Bispo de Milão.
S. Jerônimo – Grande estudioso e erudito cristão.
Ponticiano – Empregado da Corte Imperial.
Mario Victorino – Filósofo do século IV.

OBRAS MAIS IMPORTANTES

As Confissões – Autobiografia.
A Cidade de Deus
A Trindade
Ensaios Filosóficos
Tratados Educacionais e Tratados Bíblicos
Sobre a Vida Religiosa, Dogmáticos e Apologéticos.

Lugares Mais Importantes Em Sua Vida

TAGASTE • cidade natal • início dos estudos • primeira experiência como professor de gramática • primeiro mosteiro agostiniano.
MADAURA • educação secundária.
CARTAGO • estudos superiores: artes liberais e retórica • primeira experiência como professor de retórica • sede de muitos concílios que participou como bispo • fundação de um mosteiro agostiniano.
ROMA • capital do Império Romano • cátedra de retórica • lugar de repouso depois da morte de sua mãe.
MILÃO • residência do Imperador • cátedra oficial de retórica no palácio imperial • lugar da sua conversão e batismo.
ÓSTIA TIBERINA • porto marítimo de Roma • êxtase • morte e sepultura de sua mãe.
CASSICÍACO • vila perto de Milão • lugar de retiro em companhia de seus amigos antes do batismo escreve vários tratados filosóficos em diálogo com seus amigos.
HIPONA • sede diocesana de Agostinho onde foi ordenado Sacerdote e depois Bispo. Fundou três mosteiros; onde morreu e foi sepultado.

Veja também Sto.Agostinho na Wikipedia

Anúncios

3 comentários sobre “893/ A Vida de Santo Agostinho

    1. Jussara,

      Até onde eu pesquisei, não foi mencionado o nome da mãe do filho de santo Agostinho, muito provavelmente pelo fato das ligações afetivas de Agostinho terem ocorrido com mulheres cuja situação não correspondia aos ditames relativos aos preceitos da Igreja.

  1. Sou devota fervorosa de Santo Agostinho e quero parabenizar o site por tão precisas informações,
    Muito obrigada
    Vitória

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s