910/ 90% dos casos de cólera no mundo estão na África

Do Diário Digital

Mais de 90% dos casos de cólera reportados à Organização Mundial de Saúde (OMS) foram registrados na África, disse hoje em Brazaville, o diretor daquele organismo para a região africana, Luís Sambo.

A cólera está se agravando na África e é necessário levar a cabo esforços concentrados para a elaboração de planos multi-setoriais, para fazer face de forma coordenada a esta situação, advertiu o angolano Luís Sambo quando lia o relatório da OMS sobre a Cólera na África.

A advertência foi feita na 57ª reunião anual dos ministros da Saúde da Região Africana, que transcorre até sexta-feira, em Brazaville, capital da República do Congo.

Segundo dados da OMS, em 2006 um total de 31 dos 46 Estados membros da região  reportaram epidemias de cólera ao seu escritório regional, enquanto em 2004 apenas 27 o fizeram.

“O número cumulativo de casos foi de 202.407 com um total de 5.259 mortes, uma taxa de aproximadamente 2,6%”.

Angola, que também participa na reunião, com uma delegação chefiada pelo ministro da Saúde de Angola, Anastácio Sicato, enfrenta desde 2006 um surto de cólera, tendo registrado desde o início deste ano, 419 mortes num total de 16.320 casos da doença.

Com vista à eliminação da epidemia, as autoridades sanitárias de Angola têm procurado melhorar a qualidade da água distribuída à população.

Apesar da medida, receiam que a aproximação da época das chuvas possa  aumentar os números de casos de cólera.

O relatório da OMS alerta que são determinantes significativos para a ocorrência dos surtos de cólera a agitação social e política, as guerras e a deslocação maciça das populações, acrescentando que a falta de água potável e o mau saneamento básico são os principais fatores de risco.

Luís Sambo salientou a necessidade dos países elaborarem e aplicarem Planos Nacionais de Ação para a segurança da água potável e um saneamento adequado, realizarem pesquisas operacionais e identificarem tecnologias adequadas para o abastecimento de água e saneamento do meio com base nas normas da OMS.

O diretor regional da OMS apelou para a realização de uma clara documentação do papel da vacinação em massa, utilizando as novas vacinas produzidas como uma estratégia de saúde pública para a proteção das populações em risco.

“No entanto, a vacinação não deverá ser considerada a principal intervenção. A tônica deve ser colocada na educação sanitária, informação e comunicação e na prevenção através do uso de água potável e de alimentos seguros, bem como no saneamento”, disse Luís Sambo.

A cólera é uma infecção intestinal aguda que causa uma diarréia, acompanhada de vômitos, que pode provocar rapidamente uma grave desidratação e morte se não for tratada de imediato.

Anúncios

Um comentário sobre “910/ 90% dos casos de cólera no mundo estão na África

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s