919/ Paraguaios e argentinos serão capacitados por paranaenses em gestão ambiental

Da aenoticias.pr.gov.br

A partir do próximo mês, técnicos argentinos e paraguaios que atuam na área ambiental serão capacitados por paranaenses sobre as principais ações voltadas à conservação desenvolvidas pelo Governo do Paraná.

O cronograma das atividades foi discutido esta semana, em Assunção, no Paraguai, pelo secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, ministro da Secretaria del Ambiente do Paraguai, Carlos Antônio Lopez Doze, e ministro de Ecologia, Recursos Naturais Renováveis e Turismo da Província argentina de Missiones, Luis Arnaldo Jacobo.

Rasca esteve em Assunção para participar da V Reunião do Grupo de Gestão Compartilhada por Bacia Hidrográfica (GECOMBAH) que reuniu representantes dos governos do Paraná, Paraguai e Argentina.

O secretário do Meio Ambiente destacou que o objetivo das capacitações é apresentar experiências bem sucedidas para que possam ser reproduzidas nos países vizinhos.

“Assim teremos muito mais chances de conseguir bons resultados na proteção do meio ambiente. A ação integrada com os países que fazem fronteira com o Paraná é um desejo do governo, pois as causas e efeitos são comuns. Afinal, meio ambiente e água não têm fronteiras”, disse Rasca.

Entre as ações desenvolvidas no Paraná, os países vizinhos demonstraram maior interesse no modelo de gestão de bacias hidrográficas, formação dos corredores de biodiversidade, gestão de unidades de conservação, recuperação das matas ciliares.

Os cursos serão ministrados no Paraguai e na Argentina por especialistas da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (Suderhsa) – e realizados até junho de 2008.

ÁREAS PROTEGIDAS

A primeira atividade será realizada no mês de setembro em Missiones e irá enfocar a gestão das Unidades de Conservação (como parques estaduais, reservas biológicas e estações ecológicas, por exemplo).

O evento terá como objetivo aprimorar a capacidade técnica dos gestores e guarda-parques destas áreas protegidas. Em paralelo, também será elaborado um plano integrado de conservação da diversidade biológica, que irá focar na formação de corredores de biodiversidade transfronteiriços.

O início da implantação desta proposta conjunta está previsto para novembro deste ano. Segundo Rasca, a idéia é estender a preservação garantida pelo corredor Iguaçu-Paraná, ampliando a região de floresta nativa protegida.

“Missiones irá reforçar os trabalhos deste corredor. No Paraná, ele protege quase 37 mil hectares”, comentou o secretário.

MATA CILIAR

Em novembro também está previsto um curso sobre a implantação e operação do Programa Mata Ciliar. Com esta iniciativa, que já contabiliza o plantio de 64 milhões de mudas desde 2004, o governo do Estado tornou-se o maior colaborador brasileiro da ação mundial da ONU “Plantemos pelo Planeta – Campanha do 1 Bilhão de Árvores” – chamando a atenção dos governos argentino e paraguaio.

BACIAS HIDROGRÁFICAS

A implementação de ações conjuntas para a melhoria ambiental na região transfronteiriça das bacias hidrográficas dos rios Santo Antônio e Peperi-Guaçu (ambas na divisa entre Brasil e Argentina) é outro objetivo do acordo de cooperação técnica firmado entre Paraná e os países vizinhos.

“A instalação dos comitês de bacia serão os destaques deste treinamento que irá acontecer entre novembro e dezembro deste ano”, contou o coordenador de Recursos Hídricos da Secretaria Mauri Pereira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s