949/ Kirchner sofre derrota em eleições nas províncias argentinas

Do G1

Governo perdeu votação em Santa Fé e teve vitória suspeita em Córdoba. Coordenadores da candidatura da primeira-dama ficaram em alerta.

Uma histórica derrota peronista em Santa Fé e uma vitória apertada com denúncias de fraudes nas eleições provinciais de Córdoba alertaram, nesta segunda-feira (3), os coordenadores da candidatura de Cristina Fernandéz, mulher do presidente argentino Néstor Kirchner, para o mais alto posto do país.

O partido aliado do governo Frente para a Vitória (FV), uma aliança de peronistas ortodoxos, peronistas de centro-esquerda e radicais social-democratas, venceu as eleições de domingo para o governo de Córdoba (centro) em meio a denúncias de fraude; mas o governo perdeu em Santa Fé (centro-leste). Córdoba é considerado o terceiro maior distrito do país e Santa Fé, o quarto.

O maior golpe para o Governo foi em Santa Fé, onde foi quebrada a hegemonia peronista de 24 anos, desde que se realizou a restauração democrática em 1983, após sete anos de ditadura (1976-1983). O governador eleito, o médico socialista Hermes Binner, de 64 anos, evitou revelar quem vai apoiar nas presidenciais de 28 de outubro.

A senadora e primeira-dama conta com cerca de 40% das intenções de votos, segundo todas as pesquisas, e a rival mais próxima, Elisa Carrió, tem apenas 15%. Contudo, o governo também acumula derrotas em grandes distritos, como na Capital Federal, para uma coalizão de direita.

As eleições provinciais que, no cômputo geral, tiveram um saldo para o governo de sete vitórias contra cinco derrotas, marcam a fragmentação partidária e a dispersão do voto em todo o país.

“Começarei a fazer a campanha para que Cristina Kirchner seja presidente”, disse nesta segunda-feira Juan Schiaretti, eleito em Córdoba. O maior adversário de Schiaretti, o peronista dissidente Luis Juez, anunciou que apresentará na Justiça denúncias sobre irregularidades nas eleições.

“Vamos reclamar, vamos protestar, vamos à Justiça. Temos certeza de que nos roubaram as eleições”, disse Juez, que trabalhava como fiscal anticorrupção antes de entrar na vida pública.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s