987/ Empresário procura papagaio botafoguense que canta o hino do clube

Do G1

papagaiobatu

“A saudade está insuportável. Queremos que o Batu volte para a sua família”, diz um cartaz que foi espalhado, há mais de um mês, por Brasília. O emocionado pedido também está em placas, cartazes e na internet.

O apelo vem do empresário carioca Luiz Fernando Cotta, 56 anos, que busca ter de volta o seu papagaio Batu. O animal bateu asas de seu apartamento, na Asa Norte, bairro nobre da capital federal, deixando para trás a companheira, Minnie, 11 meses, da mesma espécie.

Batu é um papagaio de espécie nativa da África (Psittacus erithacus), com penas cinzas e algumas vermelhas na cauda. A ave é inteligente, hábil em reproduzir tipos variados de sons e até canções. “Quando ia embora para o trabalho, ele me olhava e dizia: tchau”, recorda Luiz Fernando, que deixava o Batu solto pela casa, com a gaiola sempre aberta.

O animal, comprado em Araras, São Paulo, tem 1 ano e 9 meses e carrega na pata uma anilha, espécie de “carteira de identidade” com numeração registrada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama).

Botafogo

Foi com o dono que Batu aprendeu a cantar o hino do Botafogo e a assistir aos jogos da equipe alvinegra. Como a torcida botafoguense é das mais supersticiosas, há quem acredite que a queda do time na tabela do campeonato Brasileirão esteja relacionada ao sumiço do bicho.

De fato, desde o desaparecimento do papagaio, o time tem acumulado maus resultados no torneio. “Um flamenguista disse que pagava R$ 5 mil só para o Batu não voltar”, lembra o dono, que aparenta não se importar muito com as brincadeiras.

Desaparecimento

O papagaio desapareceu no dia 5 de agosto. As janelas do apartamento costumavam ficar abertas e, até então, Batu nunca tinha esboçado pretensões de descobrir o mundo. “Ele gostava de andar pela casa e seguir as pessoas. Eu sempre o deixei completamente livre”, diz o empresário.

Luiz Fernando e sua mulher, a professora Taís Cotta, estão desconsolados, mas uma outra moradora da casa sofre ainda mais com a situação: a companheira, Minnie, da mesma espécie que Batu. “Ela passa quase todo o dia de cabeça baixa, chamando pelo nome dele”, lamenta Luiz Fernando.

Anúncios

Um comentário sobre “987/ Empresário procura papagaio botafoguense que canta o hino do clube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s