1003/ Como escolher seu MPlayer (parte 1)

Por Mateus Reis para o Yahoo!Tecnologia

“Música boa eu carrego comigo” é o lema da geração MP3. Se você acha que chegou a hora de investir num player que toque áudio e vídeo digitais, aqui vai um mini-guia com dicas importantes para a sua compra.

Armazenamento
O primeiro fator a ser considerado é saber quantas músicas você pode colocar no seu player. Considerando que uma música digital compactada tem de 3 a 5 megas, faça aí suas contas. Outro fator para se levar em conta é se o tipo de armazenamento é o ideal. Se você vai agitar o player numa ergométrica de academia, prefira os modelos com memória flash, mais resistente à choques. Se você pretende usar o player também como uma HD portátil, então prefira os modelos com HD ou Micro-HD, normalmente maiores e com mais capacidade.

Baterias
Levar em conta o tipo de bateria utilizada faz parte da compra. Verifique se o player aceita baterias recarregáveis do tipo AA ou AAA (conhecida como “pilha palito”), ou se ele possui bateria própria.

Caso tenha bateria própria, verifique se o carregador está incluído no pacote. Não se esqueça de conferir a voltagem do carregador. E se der para optar, prefira os bivolt (que aceitam tomadas 220 e 110), que são sempre legais em viagens para a praia, por exemplo.

Visor colorido
Serve para três funções básicas: assistir vídeos, ver fotos e navegar pelo sisteminha do player. Os melhores visores são os de cristal líquido OLED, que garantem boa visibilidade em diversos ângulos de visão. Só fique atento com o consumo de energia. Essas telinhas, apesar de pequenas, costumam gastar uma energia considerável, atente também para o tamanho da tela para não precisar assistir tudo com uma lente de aumento.

Rádio
Ótima pedida quando você simplesmente cansar da sua playlist ou quiser ouvir o jogo do seu time. Muitos modelos só trazem FM e alguns podem até gravar músicas diretamente da rádio. Há ainda modelos que podem transmitir em FM, ideal para usar em carros, em aparelhos que só aceitam cds, por exemplo. Em carros com toca-fitas, você pode optar por um adaptador e “espetar” na saída dos fones um cabo que ligue ao adaptador, dispensando assim a necessidade do transmissor.

Gravação de voz
Existem players que trazem uma entrada para microfone externo, raros, mas com essa entrada você também pode “espetar” seu player e gravar direto de um toca-discos, por exemplo, sem passar pelo PC.

O mais comum é encontrar um microfone embutido, ideal para gravar aulas, entrevistas, mas sempre com qualidade de áudio duvidosa. Em teoria: quanto mais horas de gravação ele disponibilizar, maior será a compactação do som, o que resulta em uma qualidade nem sempre eficiente.

Equalizadores e Efeitos
Verificar se o player traz um equalizador, para regulagens mais precisas nos graves, médios e agudos da música. Ter DSP e SRS é sempre legal para deixar o som mais agradável aos ouvidos. O SRS produz efeitos espaciais simulando ambientes, ou também é usado para turbinar os sons mais graves. Já o DSP serve, normalmente, para você ouvir a música “de verdade”, sem o sinal digital processado.

Wireless
Já faz um tempo que a palavra da vez é wireless, então nada mais justo que oferecer conexão sem fio aos pequeninos players. A conexão sem fio serve tanto para transferir dados com outros players e para conectar fones de ouvido sem fio ou outros dispositivos. Essa tecnologia promete, e muito, mas por enquanto, está longe de ser comum por aqui.

Funções variadas
Controle automático de volume, capacidade de criar e gerenciar playlists, transições suaves entre as músicas e a ótima opção shuffle (sorteio aleatório de músicas) devem ser considerados.

Se você for ouvir audiobooks longos, vale espiar se o player consegue “marcar” enventuais pausas. Também vale considerar se o player traz alguns extras como agenda, calendário, despertador ou espelhinho para maquiagens. Mas lembre-se, se você quer um bat-cinto de utilidades num player, então vá pensando em comprar um Palm ou um Laptop.

Acessórios
Fones de ouvido. Nem precisamos explicar o porquê, certo? O modelo fica por conta do cliente mas lembre-se de limpar os ouvidos quando for testar o modelo escolhido. Capinhas protetoras valem o investimento e protegem os tocadores de riscos, arranhões e eventuais quedas. Prefira as capinhas de borracha ou silicone que sejam ásperas, assim o player não escapa tão fácil das mãos.

Cordões de pescoço e braceletes também devem ser considerados caso você carregue seu player para tudo quanto é canto. Outro acessório indispensável para viagens é o par de caixinhas portáteis, com elas você transforma seu player num sisteminha de som ambiente.

E por fim, um computador e um software capaz de converter arquivos de diferentes formatos também são essenciais. Sem o computador, é certeza que você não conseguirá colocar as músicas no seu player e sem o programa, pode acontecer de você não conseguir ouvir esse ou aquele formato.

Música
Sem ela, não há player. O combustível do seu player costuma ser encontrado em larga escala em cds, vinis, cassetes ou na internet (legal e ilegamente).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s