1005/ O quilo está mais leve

Da AFP

foto: AFP

padrãodoquilo

Cilindro de 118 anos de idade que serve de protótipo e padrão internacional para a medida de peso, que fica trancado a sete chaves num palácio perto de Paris, mas está ‘diminuindo’ de forma misteriosa.

O padrão original do quilograma será substituído em breve, uma vez que sua massa variou algumas micropartes do grama em relação ao de suas cópias, informou nesta sexta-feira o diretor do setor de massa do Escritório Internacional de Pesos e Medidas (BIPM), Richard Davis.

“Constatamos uma diferença entre a massa do protótipo do padrão do quilograma e a média de suas cópias. A diferença é de 50 microgramas aproximadamente”, garantiu Davis à AFP.

O responsável do BIPM disse desconhecer como este fato acabou acontecendo, uma vez que “o padrão e suas cópias se guardam nas mesmas condições, foram construídas na mesma época e com os mesmos materiais”.

O padrão data de 1889 e se conserva em um pavilhão do BIPM, na localidade francesa de Sèvres, sob três cúpulas de cristal seladas. Trata-se de um cilindro de 39 milímetros de diâmetro e igual altura composto em 90% de platina e 10% de irídio.

“O padrão atual será trocado em 2010 por uma esfera de 93 milímetros de diâmetro, composta unicamente por átomos de silício 28”, explicou Davis.

O silício 28, segundo o responsável pelo BIPM, apresenta a vantagem de ser estável, “ou seja, que sua massa não varia com a passagem do tempo”.

Cilindro de 118 anos tem peso-padrão do que é 1 quilo

O cilindro de 118 anos de idade que serve de protótipo e medida internacional para o peso de massa está trancado a sete chaves num palácio perto de Paris. No entanto, este cilindro está diminuindo de forma misteriosa. Segundo o físico americano Richard Davis, do Escritório Internacional de Pesos e Medidas em Sèvres, a sudoeste de Paris, o “padrão-quilo” parece ter perdido cerca de 50 microgramas (ou 50 milionésimos de grama). A incerteza sobre a massa correta do quilograma pode afetar todos os países que, de alguma forma, o usam como padrão de medida. Para os cientistas, a “constante inconstante” é um incômodo, ameaçando o cálculo de coisas como a geração de eletricidade. Para os leigos, esta mudança não significará muita coisa, portanto, o quilo vai continuar a ser o quilo, e os pesos da balança ainda estarão corretos.

A flutuação mostra como o progresso tecnológico está deixando a medida mais básica da ciência em maus lençóis. Em 1889, quando foi forjado com uma liga de platina e irídio, o cilindro era um grande avanço. No próximo mês de novembro, um painel de cientistas vai se reunir em Paris e tentar sugerir métodos mais precisos para determinar o padrão do quilo.

Metro também já sofreu alterações

Este fato não seria inédito na história das medidas do sistema métrico. O metro, por exemplo, já teve como tamanho padrão a distância entre riscos numa barra. No entanto, atualmente, o metro equivale à distância que a luz atravessa no vácuo.

Uma das principais alternativas para o padrão-quilo do século 21 é uma esfera feita com silício, usando um só tipo de átomo para garantir a massa fixa. Assim, este silício nunca diminuirá, como aconteceu com o cilindro que mede o “peso-padrão” do quilo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s