1007/ Cinema: Vai começar o Festival do Rio

 

FestivalRio

Festival do Rio

O Maior Festival do Continente

O Festival do Rio surgiu em 1999 da fusão de dois dos maiores festivais de cinema do país: o Rio Cine Festival – que existia desde 1984 – e a Mostra Banco Nacional de Cinema, criado em 1988.

“Foi uma união muito importante, porque as duas mostras estavam em seu melhor momento”, conta Walkiria Barbosa, criadora do Festival e diretora do CIMA – Centro de Cultura, Informação e Meio Ambiente. Walkiria dirigia o Rio Cine na época e, com Ilda Santiago, diretora do Grupo Estação, entendeu que uma fusão entre os encontros de cinema multiplicaria a extensão dos dois festivais.

“As duas mostras estavam em seu melhor momento e percebemos que era um momento de virada no Brasil, que deveria se tornar a grande porta de entrada do cinema no continente. Assim decidimos reunir os dois grandes eventos internacionais”, lembra a produtora.

Os principais vencedores do festivais de Cannes, de Sundance, de Veneza e do Oscar são apresentados ao público brasileiro durante o Festival do Rio. Hoje o Festival do Rio exibe mais de 300 filmes inéditos no Brasil e na maior parte do mundo, confirmando sua importância como centro de debate cultural, com palestras e discussões sobre o que há de mais atual na criação cinematográfica.

O Festival do Rio consolidou-se também como plataforma para negócios internacionais. Durante duas semanas são realizados seminários, painéis e showcases nas áreas de distribuição, co-produção, tecnologia e negócios. Os principais nomes da indústria do cinema não apenas participam do Festival, como se tornaram parceiros. “Somos hoje a grande porta do negócio no continente”, orgulha-se a diretora.

Conheça os principais filmes que serão exibidos no Festival do Rio 2007

amaldicaodaflordourada

Durante 15 dias o Rio de Janeiro será a capital oficial do cinema. O Festival do Rio vai apresentar 300 filmes de mais de 60 países, exibidas em 30 locais da cidade, divididos entre cinemas, lonas culturais e praia de Copacabana. A edição 2007 aposta na diversidade: os 300 filmes, distribuídos por 20 mostras, vão desde os premiados e mais esperados, como o 4 months, 3 weekes and 2 days, de Cristian Mungiu (Palma de Ouro em Cannes 2007), Inland Empire, de David Lynch, Goya’s Ghosts, de Milos Forman, Breath, de Kim ki Duk, It’s a Free World, de Ken Loach, e Hairspray (foto), até pérolas cinematográficas que dificilmente passarão por aqui outra vez.

Além das mostras já conhecidas, como Panorama do Cinema Mundial, Expectativa 2007, Midnight Movies. Mundo Gay, Geração, Première Brasil e Première Latina, Dox e Fronteiras, o Festival dedica uma mostra à produtora da estilista francesa Agnès B., especializada em lançar novos talentos, outra ao cineasta afro-americano Stanley Nelson; realiza a restrospectiva John Wayne e muito mais:

O país homenageado do Festival será a China: serão exibidas 12 produções recentes na mostra Foco China, entre eles, A maldição da Flor Dourada, de Zhang Yimou, e 8 clássicos chineses da década de 30 e 40, como This is My Life, de Shi Hui.

A mostra Cinema ao Vivo promete mais que imagens: os filmes projetados serão acompanhados por djs ao vivo, em sessões sempre à meia-noite, no Odeon BR. O evento, mais uma vez, abre espaço para os filmes feitos por celular: pelo segundo ano na Pocket Films, nos seminários e também nas oficinas da mostra Geração.

A Cinelândia será o ponto de encontro do público com convidados internacionais e com o cinema nacional. As sessões de gala e popular da Première Brasil acontecem nos cinemas Odeon BR e Palácio e os debates serão no Centro Cultural da Justiça Federal.

Na área de negócios, o RioMarket tem como tema principal a convergência de mídias. Produtores, executivos e cineastas de todo o mundo discutem, através de seminários e rodadas de negócios, os segmentos de TV, internet e conteúdo para telefonia celular. este ano, o RioMarket acontece na tenda do Festival do Rio, montada na Praia de Copacabana.

Filmes inéditos, exibição de clássicos, mostras especiais, retrospectivas, seminários, debates e encontros com diretores e atores internacionais fazem do evento um dos mais importantes encontros de cinema da América Latina.

Alguns títulos do Festival do Rio:

PANORAMA DO CINEMA MUNDIAL

Filmes de diretores consagrados, premiados e exibidos nos principais festivais do mundo.

 

  • La Môme (La vie en rose), de Olivier Dahan, (França) com Marion Cotillard, Sylvie Testud, Gérard Depardieu, Pascal Greggory
  • Goodbye Bafana (Goodbye Bafana), de Bille August, (Alemanha) com Joseph Fiennes, Dennis Haysbert, Diane Kruger, Faith Ndukwana
  • Irina Palm (Irina Palm), de Sam Garbarski, (Bélgica) com Marianne Faithfull, Miki Manojlovic, Kevin Bishop, Siobhán Hewlett
  • Les Témoins (The Witnesses), de André Techiné, (França) com Michel Blanc, Emmanuelle Béart, Sami Bouajila, Julie Depardieu
  • Fay Grim (Fay Grim), de Hal Hartley, (Estados Unidos) com Parker Posey, Jeff Goldblum, James Urbaniak, Liam Aiken
  • Interview (Interview), de Steve Buscemi, (Estados Unidos) com Sienna Miller, Steve Buscemi
  • Paranoid Park (Paranoid Park), de Gus Van Sant, (França) com Gabe Nevins, Dan Liu, Jake Miller, Taylor Momsen
  • Hei Yan Quan (I Don’t Want to Sleep Alone), de Tsai Ming-Liang, (Taiwan) com Lee Kang-sheng, Chen Shiang-chyi, Norman Atun, Pearlly Chua
  • Fados (Fados), de Carlos Saura, (Espanha) com Maria de Nazaré, Vicente da Câmara,Chico Buarque, Caetano Veloso, Mariza, Camané
  • Portugal S.A. (Portugal S.A.), de Ruy Guerra, (Portugal) com Diogo Infante, Cristina Camara, Henrique Viana, Ana Bustorff
  • Rescue Dawn (Rescue Dawn), de Werner Herzog, (Estados Unidos) com Christian Bale, Steve Zahn, Jeremy Davies
  • Ne touchez pas la hâche (Don’t Touch the Axe), de Jacques Rivette, (França) com Jeanne Balibar, Guillaume Depardieu, Michel Piccoli, Bulle Ogier
  • Dot.Com (Dot.Com), de Luís Galvão Teles, (Portugal) com João Tempera, Maria Adánez, Marco Delgado, Isabel Abreu
  • A Mighty Heart (A Mighty Heart), de Michael Winterbottom, (Estados Unidos) com Angelina Jolie, Dan Futterman, Archie Panjabi, Irrfan Khan
  • Dialogue avec mon jardinier (Conversations with my Gardener), de Jean Becker, (França) com Daniel Auteuil, Jean-Pierre Darroussin, Fanny Cottençon, Hiam Abbass
  • I’m not there (I’m not there), de Todd Haynes, (Estados Unidos) com Christian Bale, Cate Blanchett, Richard Gere, Heath Ledger
  • Inland Empire (Inland Empire), de David Lynch, (França) com Laura Dern, Jeremy Irons, Justin Theroux, Harry Dean Stanton
  • Soom (Breath) de Kim Ki-Duk, (Coréia do Sul) com Chang Chen, Zia, Ha Jung-Woo
  • Une vieille maitresse (An Old Mistress), de Catherine Breillat, (França) com Asia Argento, Fu’ad Aït Aattou, Roxane Mesquida
  • Se, Jie (Lust, Caution), de Ang Lee, (China) com Tony Leung Chiu Wai, Tang Wei, Joan Chen, Wang Leehom
  • Planet Terror (Planet Terror), de Robert Rodriguez, (Estados Unidos) com Naveen Andrews, Melissa Arcaro, Will Arnett
  • Waitress (Waitress), de Adrienne Shelly, (Estados Unidos) com Keri Russell, Nathan Fillion, Cheryl Hines, Adrienne Shelly
  • 3 saptamini si 2 zile (4 Months, 3 Weeks and 2 Days), de Cristian Mungiu, (Romênia) com Anamaria Marinca, Laura Vasiliu, Vlad Ivanov, Alexandru Potoceanu
  • Sicko (Sicko) de Michael Moore, (Estados Unidos)
  • La fille coupée en deux (A girl cut in two), de Claude Chabrol, (França) com Ludivine Sagnier, Benoît Magimel, François Berléand, Mathilda May, Edouard Baer
  • Death Proof (Death Proof), de Quentin Tarantino, (Estados Unidos) com Kurt Russell, Rosario Dawson, Sydney Tamiia Poitier, Vanessa Ferlito
  • Elle s’appele Sabine (Her name is Sabine), de Sandrine Bonnaire, (França) com Sabine Bonnaire, Sandrine Bonnaire
  • Vratné Lahve (Empties), de Jan Sverak, (República Tcheca) com Zden k Sv rák, Daniela Kolá ová, Tatiana Vilhelmová, Ji í Machá ek
  • The Brave One (The Brave One), de Neil Jordan, (Estados Unidos) com Jodie Foster, Terrence Howard, Naveen Andrews, Nicky Katt
  • Sonic Mirror (Sonic Mirror), de Mika Kaurismaki, (Suíça) com Billy Cobham
  • Le rose del deserto (The Roses of the Desert), de Mario Monicelli, (Itália) com Michele Placido, Giorgio Pasotti, Alessandro Haber, Fulvio Falzarano
  • Sleuth (Sleuth), de Kenneth Branagh, (Estados Unidos) com Michael Caine , Jude Law
  • It’s a Free World… (It’s a Free World…), de Ken Loach, (Reino Unido) com Kierston Wareing, Juliet Ellis, Leslaw Zurek
  • Belle Toujours (Belle Toujours), de Manoel de Oliveira, (Portugal) com Michel Piccoli, Bulle Ogier, Ricardo Trepa, Leonor Baldaque
  • Death at a Funeral (Death at a Funeral), de Frank Oz, (Alemanha) com Matthew Macfadyen, Keeley Hawes, Andy Nyman, Ewen Bremner, Daisy Donovan
  • Bashing (Bashing), de Masahiro Kobayashi, (Japão) com Fusako Urabe, Nene Otsuka, Takayuki Katô
  • Hairspray (Hairspray), de Adam Shankman, (Estados Unidos) com John Travolta, Nikki Blonsky, Michelle Pfeiffer, Christopher Walken, Queen Latifah
  • Solnze (The Sun), de Alexander Sokurov, (Rússia) com Issey Ogata, Robert Dawson, Kaori Momoi, Shiri Sano
  • Mon meilleur ami (My Best Friend), de Patrice Leconte, (França) com Daniel Auteuil, Dany Boon, Julie Gayet, Julie Durand

EXPECTATIVA 2007

As grandes apostas do cinema contemporâneo, filmes de diretores que despontam no circuito internacional.

 

  • Hyazgar (Desert Dream), de Zhang Lu (Coréia do Sul)
  • Boldog új élet (Happy New Life), de Árpád Bogdán (Hungria)
  • Goodbye, Southern City (Goodbye, Southern City), de Oleg Safaraliyev (Azerbaijão)
  • Vanaja (Vanaja), de Rajnesh Domalpalli (Índia)
  • Adama Meshuga´at (Sweet Mud), de Dror Shaul (Israel)
  • A Culpa é do Fidel (La faute à Fidel) de Julie Gavras (França), com Julie Depardieu, Stefano Accorsi
  • Rêves de poussière (Dreams of Dust), de Laurent Salgues (França)
  • Running With Arnold (Running With Arnold), de Dan Cox (Estados Unidos), com Arnold Schwarzenegger, Alec Baldwin, Danielle Craig
  • Nue propriété (Private property), de Joachim Lafosse (Bélgica), com Isabelle Huppert, Jérémie Renier, Yannick Renier, Kris Cuppens
  • Terra Sonâmbula, de Teresa Prata (Portugal)
  • The 11th hour, de Nadia Conners, Leila Conners Petersen (Estados Unidos), com Leonardo DiCaprio (narrador)
  • Oxalá cresçam pitangas, de Kiluanje Liberdade, Ondjaki (Angola)
  • The Jane Austen Book Club, de Robin Swicord (Estados Unidos)
  • That Samba Thing, de Teddy Hayes (Reino Unido) com Joseph Marcell, Martinho DaVila, Saul Reichlin, Laura Tavares

FOCO CHINA

 

  • Lost in Beijing (Ping guo ), de Li Yu
  • Getting Home (Luo Ye Gui Gen), de Zhang Yang
  • The Post Modern Life Of My Aunt (Yi ma de hou xian dai sheng huo), de Ann Hui
  • Bliss (Fu sheng), de Sheng Zhi-min A maldição da flor dourada (Curse of the golden flower, Man cheng jin dai huang jin jia), de Zhang Yimou
  • The Knot (Yun shui yao), de Li Yin
  • You & Me (Women Liang), de Ma Liwen
  • Blind Mountain (Mang Shan), de Li Yang
  • Luxury Car (Luxury Car), de Wang Chao
  • The Park (gong yuan), de Yin Lichuan
  • Hi Frank! (hi Frank!), de Huang Shuqin
  • Electric Shadows (Meng ying tong nian), de Xiao Jiang

DOX

Documentários internacionais, gênero que se estabeleceu como uma das mais vigorosas vertentes do novo milênio.

 

  • 9 Star Hotel (Malon 9 Kohavim), de Israel, Cor, 78, 2006, de Ido Haar. O filme mostra a extraodinária luta travada por jovens operários palestinos que atravessam a fronteira do Israel como clandestinos para poder trabalhar construindo prédios de luxo para os israelenses. Melhor Documentário no Festival de Jerusalém 2006.
  • Le papier ne peut pas envelopper la braise (Paper cannot wrap up embers) França, Cor, 90, 2006, de Rithy Panh. O documentário é filmado com tanta intimidade que até podemos sentir a respiração das jovens cambodianas quando falam de suas vidas como prostitutas, do seu desespero, da vergonha que as impede de voltar para as suas famílias, da doença, da AIDS e da violência da vida cotidiana.
  • War/Dance. de Sean Fine, Andrea Nix Fine. Estados Unidos, Cor, 105, 2006. As crianças da escola elementar de Patango no norte da Uganda passaram parte da sua infância como soldados involuntários, raptadas pelo rebeldes da Lord’s Resistance Army (LRA). O filme acompanha Dominic, Rose e Nancy que tentam se sobrepor ao trauma cantando e dançando. Pela primeira vez, a sua escola é elegida para as finais da competição nacional de música e dança da Uganda.
  • Strange Culture, de Lynn Hershman Leeson.Com Steve Kurtz, Thomas Jay Ryan, Tilda Swinton, Peter Coyote. Estados Unidos, Cor, 76, 2007. Steve Kurtz, renomado artista, professor e fundador do grupo Critical Art Ensemble, enfrenta desde 2004 uma batalha jurídica, sem precedentes, contra o governo norte-americano. A esposa morreu durante o sono na véspera duma exibição do grupo sobre comida geneticamente modificada. Os paramédicos acharam o seu ateliê suspeito e chamaram o FBI.

FRONTEIRAS

 

  • Sisters of No Mercy: The Afro-European Sex Slave Trade, de Lukas Roegler. (Alemanha) – Para muitos milhares de garotas nigerianas o sonho de um futuro melhor vira o pesadelo de se prostituir nas ruas da Europa. As experiências de Faith, Linda, Betty e Queen, revelam uma nova e odiosa forma de escravidão entre a Nigéria e países como a Itália, onde uma em cada três prostitutas vem da África.
  • Crossing the line, de Daniel Gordon (Reino Unido)
  • Ghosts of Cité Soleil, de Asger Leth (Dinamarca)
  • Ezra, de Newton I. Aduaka (França)
  • Lumo ( Lumo), de Bent-Jorgen Perlmutt, Nelson Walker III (Zaire)
  • Beyond the Call ( Beyond the Call), de Adrian Belic (Estados Unidos)
  • Hot House ( Hot House), de Shimon Dotan (Israel)
  • Taxi to the Dark Side ( Taxi to the Dark Side), de Alex Gibney (Estados Unidos)
  • Enemies of Happiness ( Vores lykkes fjender), de Eva Mulvad (Dinamarca)
  • Ghosts of Abu Ghraib ( Ghosts of Abu Ghraib), de Rory Kennedy (Estados Unidos)
  • Welcome Europa ( Welcome Europa), de Bruno Ulmer (França)

MIDNIGHT MOVIES

A mais cult das mostras, um canto de bizarrices e transgressões com os melhores filmes experimentais.

 

  • The Notorious Bettie Page, de Mary Harron, 2005, Estados Unidos, Cor e P&B 91. Com Gretchen Mol, Chris Bauer, David Straithairn, Lili Taylor.
  • Shortbus, de John Cameron Mitchell. Uma terapeuta sexual que nunca teve um orgasmo, uma dominatrix que não consegue se relacionar com ninguém, um casal gay tentando manter um relacionamento aberto. Tragicômicas intersecções entre amor e sexo.
  • Kurt Cobain: About a Son, de AJ Schnack. Parte das 25 horas de entrevistas inéditas com Kurt Cobain, originalmente realizadas pelo crítico musical Michael Azerrad para o livro Come As You Are, para compor um retrato íntimo do cantor, líder da lendária banda Nirvana, que se suicidou em 1994.
  • Control, de Anton Corbijn (Reino Unido)

    MUNDO GAY

    Uma seleção dos mais recentes filmes produzidos em todas os cantos do mundo e exibidos nos principais festivais

    • La León La León, de Santiago Otheguy (Argentina)
    • Férfiakt Men in the Nude, de Károly Esztergályos (Hungria)
    • Riparo Shelter, de Marco Simon Puccioni (Itália)
    • Schau mir in die Augen, Kleiner Here’s Looking at you, Boy, de André Schaefer (Alemanha)
    • XXY XXY, de Lucía Puenzo (Argentina)
    • Naissance des pieuvres Water Lilies, de Celine Sciamma (França)
    • Dos Patrias, Cuba y la noche Two Homelands, Cuba and the Night, de Christian Liffers (Alemanha)
    • Avant que j’oublie Before I Forget, de Jacques Nolot (França)
    • A Jihad for Love A Jihad for Love, de Parvez Sharma (Estados Unidos)
    • Love and Other Disasters Love and Other Disasters, de Alek Keshishian (França)
    • Tick Tock Lullaby Tick Tock Lullaby, de Lisa Gornick (Reino Unido)
    • Black White + Gray, A Portrait of Sam Wagstaff and Robert Mapplethorpe Black White + Gray, A Portrait of Sam Wagstaff and Robert Mapplethorpe, de James Crump (Estados Unidos)
    • Finn’s Girl Finn’s Girl, de Dominique Cardona, Laurie Colbert (Canadá)

    PREMIÈRE LATINA

    A mostra vai exibir mais de 20 das principais produções recentes da América Latina. alguns títulos:

     

    • El otro, de Ariel Rotter (Argentina)
    • Madrigal, de Fernando Pérez (Espanha)
    • Ciudad en celo, de Hernán Gaffet (Argentina)
    • El Camino de San Diego, de Carlos Sorin (Argentina)
    • Nacido y Criado, de Pablo Trapero (Argentina)
    • El bufalo de la noche, de Jorge Hernandez Aldana (México)
    • Déficit, de Gael García Bernal (México)
    • Stellet Licht, de Carlos Reygadas (México)
    • Lo bueno de llorar, de Matias Bize (Espanha/Chile)
    • Cochochi, de Laura Amelia Guzmán, Israel Cárdenas (México)

    MOSTRA GERAÇÃO

    Uma seleção especialmente montada para outras idades: crianças tem seus fillmes, jovens também. Além de alguns filmes serem exibidos com dublagem ao vivo, a mostra oferece oficinas de filmes em celular, em que crianças e jovens produzem o próprio filme.

     

    • Armin (Armin), de Ognjen Svilicic (Croácia)
    • Un beau matin… (One Fine Morning…), de Charlotte Lowe, David Lowe (França)
    • Atrás das nuvens, de Jorge Queiroga (Portugal)
    • Valo (Valo), de Kaija Juurikkala (Finlândia)
    • Papelucho y el Marciano, de Alejandro Rojas Téllez (Chile)
    • Shi San Sui (A Girl Thirteen), de Michelle Chen Miao (China)
    • Leroy räumt auf (Leroy), de Armin Völckers (Alemanha)
    • Leonel Pé-de-Vento (Leonel The Flurry-Foot), de Jair Giacomini (Brasil)
    • O Sapo, de Adolfo Sarkis (Brasil)
    • Primeiro Movimento, de Érica Valle (Brasil)

    Os ingressos começam a ser vendidos na terça (18), ao meio-dia, na central que funcionará no Espaço Unibanco (Rua Voluntários da Pátria, 35, Botafogo, 2226-1986, 11h/22h). Eles também podem ser comprados no site www.ingresso.com.br e nas bilheterias dos cinemas nos dias das sessões. Custam de R$ 6,00 a R$ 14,00. Válido para exibições no circuito Estação, o passaporte de cinqüenta ingressos sai por R$ 260,00; o de vinte, R$ 130,00.

    Anúncios

    3 comentários sobre “1007/ Cinema: Vai começar o Festival do Rio

    1. O filme atrás das nuvens (portugal)vale a pena vêr
      ” Obra prima “de Ruben/actor,que representa muito bem ao lado do veterano Nicolau Breinner e de Sofia Grilo.
      ” Obra Prima”também de Jorge Queiroga/Realizador de quem esperamos para breve novos filmes.

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s