1022/ Bota só precisa do empate

GLOBOESPORTE.COM

escudodobotafogo

Pelo que mostrou no primeiro tempo contra o River Plate nesta quarta-feira, o Botafogo parecia que iria golear os argentinos em sua estréia como dono do Engenhão, pelo jogo de ida das oitavas-de-final da Copa Sul-Americana. Porém, a equipe caiu de produção na etapa final, venceu "apenas" por 1 a 0 e leva a vantagem do empate para a Argentina.

Botafogo e River Plate voltam a se enfrentar no dia 27, quinta, em Buenos Aires. Um empate classifica o Alvinegro carioca para as quartas-de-final. Se fizer um gol fora de casa, o Fogão só será eliminado se perder por dois ou mais gols de diferença. Uma vitória de 1 a 0 dos hermanos leva a decisão para os pênaltis.

AGÊNCIA O GLOBO

joilsonfazendogol

Joilson acerta uma bomba para fazer um golaço para o Botafogo no Engenhão 

Pelo lado carioca, o destaque foi Joilson, autor de um golaço aos 44 minutos do primeiro tempo. Porém, assim como todo o time, caiu de produção após o intervalo, para decepção dos quase 40 mil torcedores que foram ao estádio.

O time argentino, que prometia ser ofensivo com três atacantes, não saiu da defesa no primeiro tempo e escapou de levar mais gols. Belluschi, principal jogador do time, quase não tocou na bola.

Domínio alvinegro

O River Plate mal viu a cor da bola no primeiro tempo. Embalado pela boa atuação de Joilson e Zé Roberto, o Botafogo dominou a etapa e pressionou os argentinos.

Apesar da maior posse de bola, o Alvinegro demorou a assustar o goleiro Carrizo. O primeiro bom chute saiu aos 23, com Dodô, de fora da área, para fora.

Zé Roberto resolveu então chamar o jogo. Aos 34, quase abriu o placar: o River saiu jogando errado, Lucio Flavio cruzou e o camisa 10, dentro da área, bateu e acertou o travessão. Quatro minutos depois, Zé arriscou de longe, mas pegou mal e a bola foi para fora.

O gol botafoguense veio aos 44. E que gol! A zaga argentina tentou afastar, a bola caiu na direita para Joilson, que matou no peito, dominou e acertou uma bomba, encobrindo o goleiro: golaço para fazer 1 a 0.

Bota diminui o ritmo

No segundo tempo, Daniel Passarella tirou o atacante Ruben e colocou Abelairas para tentar parar Joilson. A mudança conseguiu diminuir o ritmo do Botafogo, que não teve tanto domínio como na primeira etapa.

Logo no primeiro minuto, Dodô tentou marcar o segundo gol alvinegro. Ele recebeu na entrada da área, passou por um zagueiro mas chutou para fora. Aos quatro, o River deu um susto. Após cobrança de falta, Gerlo marcou de cabeça, mas o árbitro anulou apontando impedimento.

O time carioca quase ampliou com Zé Roberto, aos 17. O camisa 10 entrou driblando na área, passou por dois rivais, mas chutou fraco, sem problema para o goleiro Carrizo.

O River passou a gostar mais do jogo e saiu da defesa. Aos 26, Alexis Sanchez teve boa oportunidade para empatar, pela direita, ao bater cruzado. Porém, Max pegou. Sete minutos depois, Renato Silva saiu jogando errado, Alexis Sanchez roubou a bola e cruzou, mas o goleiro alvinegro chegou antes de Falcao e salvou a equipe. Aos 34, após cruzamento da esquerda, Falcao subiu bem e tocou de cabeça, rente à trave.

Os argentinos continuaram perto da área do Bota. Aos 39, Juninho foi dominar e tocou com a mão na bola. Falta muito próxima à área. Abelairas cobrou, a bola bateu na barreira, e saiu perto do gol. Era a salvação alvinegra.

fichaBotaeRiver

capitaohaddock3-thumb4 Primeiro temos que ganhar o tricolor no domingo, para tentar alcançar o outro tricolor (o paulista), depois é o River de novo. Estou com vontade de ir a Buenos Aires…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s