Arquivo da categoria: França

1020/ França poderá exigir teste de DNA de candidato a imigrante

Do Jornal O Povo

Os deputados franceses começaram a debater ontem um novo projeto de imigração que prevê exames de DNA para que um candidato estrangeiro ao visto comprove seu parentesco com um trabalhador imigrante já residente na França.

A proposta é a mais controvertida no projeto apresentado à Assembléia Nacional, em Paris, pelo ministro da Imigração, Brice Hortefeux. Dois integrantes do governo a criticaram. Fadela Amara, secretária de Estado para Questões Urbanas, disse que a possível exigência de exame de DNA a faz "sentir-se ofendida na condição de filha de imigrantes". Sua família saiu da Argélia. O ministro das Relações Exteriores, Bernard Kouchner, afirmou que a exigência "coloca em situação vergonhosa" os candidatos à imigração.

A proposta do teste genético não partiu do governo. Foi sugerida por um dos deputados da bancada governista, Thierry Mariani. Mas o ministro Hortefeux a encampou e disse que ela deveria ser adotada "de modo voluntário e progressivo".

O presidente Nicolas Sarkozy prometeu durante a campanha presidencial deste ano incentivar a chegada de imigrantes altamente escolarizados, em detrimento daqueles com pouca qualificação profissional. É da comunidade de estrangeiros com baixa escolaridade que chega o grosso dos pedidos de imigração. Os imigrantes ilegais na França têm baixa qualificação profissional. Eles totalizam de 200 mil a 400 mil, segundo estimativas divergentes. Além de descartar a legalização coletiva desse grupo, Hortefeux disse que o governo pretende expulsar até dezembro contingente de 25 mil ilegais.

Previdência

Sarkozy declarou que sua próxima iniciativa na área da Previdência seria a reforma das chamadas aposentadorias especiais, que beneficiam 500 mil dos 27,8 milhões de trabalhadores locais.

São categorias que se aposentam com menor tempo de contribuição. Entre elas estão os ferroviários, metroviários parisienses, funcionários das estatais de gás e eletricidade, parlamentares e funcionários estáveis da Ópera de Paris e da Comédie Française.

Segundo Sarkozy, o atual sistema "não se sustenta financeiramente, desencoraja o trabalho e não assegura a igualdade de oportunidades". O ministro do Trabalho, Xavier Bertrand, abrirá em duas semanas diálogo com as centrais sindicais para impedir que o tema, extremamente sensível na França, seja estopim de greves parecidas com as de 1995, quando o governo tentou pela última vez mexer na questão.

Anúncios

1005/ O quilo está mais leve

Da AFP

foto: AFP

padrãodoquilo

Cilindro de 118 anos de idade que serve de protótipo e padrão internacional para a medida de peso, que fica trancado a sete chaves num palácio perto de Paris, mas está ‘diminuindo’ de forma misteriosa.

O padrão original do quilograma será substituído em breve, uma vez que sua massa variou algumas micropartes do grama em relação ao de suas cópias, informou nesta sexta-feira o diretor do setor de massa do Escritório Internacional de Pesos e Medidas (BIPM), Richard Davis.

“Constatamos uma diferença entre a massa do protótipo do padrão do quilograma e a média de suas cópias. A diferença é de 50 microgramas aproximadamente”, garantiu Davis à AFP.

O responsável do BIPM disse desconhecer como este fato acabou acontecendo, uma vez que “o padrão e suas cópias se guardam nas mesmas condições, foram construídas na mesma época e com os mesmos materiais”.

O padrão data de 1889 e se conserva em um pavilhão do BIPM, na localidade francesa de Sèvres, sob três cúpulas de cristal seladas. Trata-se de um cilindro de 39 milímetros de diâmetro e igual altura composto em 90% de platina e 10% de irídio.

“O padrão atual será trocado em 2010 por uma esfera de 93 milímetros de diâmetro, composta unicamente por átomos de silício 28”, explicou Davis.

O silício 28, segundo o responsável pelo BIPM, apresenta a vantagem de ser estável, “ou seja, que sua massa não varia com a passagem do tempo”.

Cilindro de 118 anos tem peso-padrão do que é 1 quilo

O cilindro de 118 anos de idade que serve de protótipo e medida internacional para o peso de massa está trancado a sete chaves num palácio perto de Paris. No entanto, este cilindro está diminuindo de forma misteriosa. Segundo o físico americano Richard Davis, do Escritório Internacional de Pesos e Medidas em Sèvres, a sudoeste de Paris, o “padrão-quilo” parece ter perdido cerca de 50 microgramas (ou 50 milionésimos de grama). A incerteza sobre a massa correta do quilograma pode afetar todos os países que, de alguma forma, o usam como padrão de medida. Para os cientistas, a “constante inconstante” é um incômodo, ameaçando o cálculo de coisas como a geração de eletricidade. Para os leigos, esta mudança não significará muita coisa, portanto, o quilo vai continuar a ser o quilo, e os pesos da balança ainda estarão corretos.

A flutuação mostra como o progresso tecnológico está deixando a medida mais básica da ciência em maus lençóis. Em 1889, quando foi forjado com uma liga de platina e irídio, o cilindro era um grande avanço. No próximo mês de novembro, um painel de cientistas vai se reunir em Paris e tentar sugerir métodos mais precisos para determinar o padrão do quilo.

Metro também já sofreu alterações

Este fato não seria inédito na história das medidas do sistema métrico. O metro, por exemplo, já teve como tamanho padrão a distância entre riscos numa barra. No entanto, atualmente, o metro equivale à distância que a luz atravessa no vácuo.

Uma das principais alternativas para o padrão-quilo do século 21 é uma esfera feita com silício, usando um só tipo de átomo para garantir a massa fixa. Assim, este silício nunca diminuirá, como aconteceu com o cilindro que mede o “peso-padrão” do quilo.

978/ Grupo lança campanha "Um dia sem Sarkozy" na França

da Reuters

Depois das campanhas “Um dia sem cigarro” e “Um dia sem carro”, um grupo lançou uma nova iniciativa na França, chamada “Um dia sem Sarkozy” – em referência ao presidente da França, Nicolas Sarkozy.

Com o nome de Democracia na Televisão, o grupo pede na campanha que a mídia francesa não mencione o presidente no dia 30 de novembro.

“Interrompam seus hábitos por 24 horas e ajudem os franceses a se desintoxicar da Sarkozitis da mídia”, informa o grupo em seu comunicado.

Desde que foi o vencedor das últimas eleições presidenciais na França, em maio, Sarkozy tomou as atenções — até mesmo nas suas férias.

O Democracia na Televisão, idealizado pelo sociólogo Pierre Boutin, informou que a data para o dia sem o presidente coincide com o primeiro aniversário do lançamento da candidatura de Sarkozy ao posto que atualmente ocupa.

“Nenhuma imagem, nenhum um som, nenhuma linha sobre gestos e ações de Nicolas Sarkozy devem aparecer na mídia neste dia. Nenhum elogio, crítica nem comentário. Nada, por favor, apenas um não usual e democrático silêncio”, disse Boutin.

Boutin disse que, na verdade, ele se preocupa em propor uma reflexão no dia 30 de novembro.

“Há muitos jornalistas que estão exasperados pelo culto da personalidade que cresceu em torno de Sarkozy e queremos lançar este debate”, afirmou Boutin.